Arquivo de etiquetas: sintra

O(s) meu(s) presidente(s)

Tenho que é nas autárquicas que a Democracia se cumpre em (permitam-me a expressão talvez um pouco exagerada) “todo o seu esplendor”, tantos os que nelas se envolvem (largos milhares) entre candidatos e estruturas de apoio e pelo objectivo, arrisco […]

Ler mais

No restaurante da Adraga

Gosto do seu peixe, e do mais que é tirado do mar, pela fresquidão e pela verdade do seu preparo. O negócio terá começado numa pequena barraca à beira mar, ali na Adraga, nos inícios de 1900, ainda Portugal tinha […]

Ler mais

Quinta da Ribafria

É entrar, que o portão está aberto todos os dias, das 10 às 18 horas. E assim se conhece um dos tesouros que Sintra guardava: a Quinta da Ribafria. Foi a Quinta pertença de Gaspar Gonçalves, cavaleiro da Ordem de […]

Ler mais

Um palácio feliz

É a ideia que sempre tive do Palácio da Pena. Pelas cores, por sinal as originais, rosa velho para o antigo convento Jerónimo de Nossa Senhora da Pena, comprado, em hasta pública, por D. Fernando de Saxe-Coburgo Gotha, rei consorte, […]

Ler mais

Memórias afectivas

Gosto do nosso Património, já se sabe, e pena é que muito dele que se tenha, entretanto, degradado ou, mesmo, perdido, dada a incúria e desinteresse de quem nos tem (des)governado ao longo das últimas décadas, mas por estes dois […]

Ler mais

Bastidores de uma produção VIP

Há muito que a revista VIP queria fazer uma produção comigo. Confesso a minha relutância em dar entrevistas só porque sim, sem algo que julgue interessante para acrescentar ao que já disse em outras ocasiões. Temo que esta atitude seja, […]

Ler mais

PELO PATRIMÓNIO

Junto-me aos que já não têm paciência para a actual classe política e faço-o com desalento, já que ainda tenho a política como cousa nobre… independentemente da canhastrez e desonestidade de muitos dos seus protagonistas. Repugnam-me as suas promessas vãs, […]

Ler mais

UM TESOURO NA SERRA DE SINTRA

Foi há dois dias que descobri este tesouro que a serra de Sintra escondia. Uma casa e clube de chá, onde era o Hotel Victor, referido por Eça de Queiroz, em “Os Maias”, e muito apreciado na época, também, pela […]

Ler mais