Arquivo de etiquetas: arte

Lisboa das grandezas!

Quando me fico por Lisboa, ao fim-de-semana, procuro (re)descobrir a minha cidade naquilo que ela tem de melhor e mais me apaixona. Desta vez fui à Igreja de São Vicente (de Fora, porque construída para lá das muralhas que delimitavam […]

Ler mais

Guardiãs do Templo

Gosto de gárgulas. “Parecem-me sempre pesadelos!” – atirou o Rui, enquanto de nariz no ar olhávamos as muitas que coroam o mosteiro da Batalha. Ri-me do comentário mas até que não deixa de fazer sentido, grotescos que são estes desaguadores […]

Ler mais

O dizer da pedra!

Passei por ele muitas vezes a caminho de Lisboa, ou de regresso a Coimbra, quando este ainda não se fazia pela autoestrada que o afastou do meu olhar. E lá fui adiando a visita até hoje que, rumo a Norte, […]

Ler mais

Uma bebedeira de Beleza!

Quem a vê por fora não imagina como é por dentro! Não, não é mais uma igreja da cidade de Lisboa, o facto de estar na acanhada Calçada do Combro (número 82) talvez faça com que passemos por ela sem […]

Ler mais

África e suas paixões

Não me canso de voltar a Évora e sempre pelas mesmas razões: a beleza do seu património e a simpatia dos de lá. Já muito conheço entre museus, igrejas, espaços verdes e floridos e até restaurantes, já que ali também […]

Ler mais

A arte de caracterizar!

Foi no domingo passado que passei três horas e meia a ser caracterizado de palhaço de “meter medo ao susto”, para surpreender uma das concorrentes da Casa dos Segredos. Quando a ideia surgiu na reunião semanal onde “cozinhamos” a gala […]

Ler mais

Um templo da alta-costura

Já tinha estado no seu atelier e disso, então, aqui dei conta, numa visita guiada de uma hora, sem direito a fotos, mas apenas isso, que o mais do número cinco da Avenida Marceau não era ainda o Museu que […]

Ler mais

Hotel Marqués de Riscal – Desenho, arte e vinho

Despertei relativamente tarde para os hotéis vínicos, mas em boa hora o fiz, que às unidades hoteleiras de excepção, pelo menos as que vou conhecendo dentro e fora do país, juntam-se paisagens únicas, onde as vinhas definem o seu perfil […]

Ler mais

O mundo do Cisne

Confesso que nada sabia da Swarovski, para além do facto de produzir adornos luzentes em cristal de rocha (por acaso até tenho uns sapatos de festa, já usados em televisão, que têm, junto à sola, uma bordadura com os ditos […]

Ler mais

Apanhar os cacos

Quantas estórias pode um prato contar? Dos almoços de família que se eternizam entre garfadas e gargalhadas, da consoada que é quando há lugar garantido para a saudade dos que já partiram, de um jantar a dois com o amor […]

Ler mais