Há círculos que se fecham!

Há coisas que me acontecem no presente que parecem buscar ligação ao passado, como que para atar uma ponta solta ou fechar um círculo. Afinal não é Isabel Allende quem o diz: “se vivermos o suficiente todos os círculos se […]

Ler mais

Um hotel em Versalhes

Em gostando de um hotel mantenho-me cliente por bons anos assim regresse por razão de um espectáculo ou apenas por me apetecer revisitar a cidade ou o local. Não é a primeira vez que me fico por Versalhes o fim […]

Ler mais

Um almoço no monte

O meu muito estimado amigo Ângelo Ferreira, apaixonado e dedicado médico, que aliás muitos leitores conhecerão das suas regulares idas à televisão como cirurgião digestivo, abordando temáticas como o refluxo gástrico, o cancro do cólon, entre outras, celebrou ontem mais […]

Ler mais

Baden-Baden!

“Se gostas de ópera, tens de ir a Baden-Baden!” – disse-me Rosa Cullell mal chegada à TVI, ela que é melómana e já havia dirigido o Liceu de Barcelona. Já tinha ouvido falar da pequena cidade alemã pelas suas águas, […]

Ler mais

Uma tarde comigo!

Dêem-me um centro histórico e fico bem. Quando soube que parte da minha primeira semana  de férias seria passada no Concurso Hípico Internacional de Aachen a primeira coisa que fiz foi procurar saber do seu centro que é onde a […]

Ler mais

Na capital do cavalo

Aachen merece um escrito, pensando melhor dois, este sobre cavalos e o próximo sobre o que vi no seu centro histórico. Todos os anos, em chegando Julho, a cidade envolve-se naquele que é tido como o melhor concurso de equitação […]

Ler mais

Eu e o espectáculo de André Rieu

Amante que sou de música clássica, coisa que me vem de criança do tempo em que aprendi a gostar com a RTP e o maestro José Atalaya, ele que explicava uma partitura como quem conta uma estória, sempre olhei com […]

Ler mais

Sob o signo do Imperador

Por estes dias Aachen, na Alemanha, é a capital do cavalo, com a realização de uma das mais antigas e importantes competições de equitação a nível mundial, abrangendo todas as suas disciplinas, nomeadamente a que particularmente nos interessa, a dressage, […]

Ler mais

Um quarto

Não conheci a mãe do meu pai já que para todos os efeitos a avó era a Edla, a segunda mulher do meu avô Heliodoro. Parece fadário de família, tanto de um lado como do outro, isto de saber todos […]

Ler mais

Os doces “Casa de Mateus”

Os doces “Casa de Mateus”, por terem a bem dizer tantos anos quanto eu, remetem-me para o sabor da infância e para a memória dos gestos que se repetiam na afinação do ponto de açúcar, no preparo da fruta, sempre […]

Ler mais