Arquivo de etiquetas: memórias

Em São Roque

Uma ida à Igreja e ao Museu de São Roque é das poucas memórias que tenho com o meu pai em Lisboa, por certo durante umas férias com ele passadas. Conservo também na lembrança que a primeira vez que fui […]

Ler mais

Morreu Jeanne Moreau

Foi das actrizes que recebi no programa “Momentos de Glória”, vai para 25 anos, a que mais me impressionou pela sua cultura, pela sua densidade, pelo que conhecia do nosso país e do nosso cinema. Já conhecia Lisboa de outras […]

Ler mais

Para ver a banda … tocar!

Sempre gostei de bandas filarmónicas, muito antes de perceber a importância que têm assumido na educação musical e artística de gerações de portugueses. Verdadeiros conservatórios populares, as bandas filarmónicas nasceram dos ideais da Liberdade e da Fraternidade, com o intuito […]

Ler mais

Carta a meu pai

Em que estarias a pensar quando me pegaste ao colo? Sei que torceste um pé, tais os pulos de contentamento por eu ter nascido, naquele dia de Natal. Olha que bela prenda a Vida te deu! Que planos terias para […]

Ler mais

Objectos da memória!

No monte guardo objectos que me fazem viajar a um tempo já distante mas não perdido, que deste jeito avivo memórias e estórias de quando era catraio e tudo me deslumbrava. Sobre a lareira há uma fiada de utensílios de […]

Ler mais

A que cheiro?!

Ricardo Claudino foi modelo e tem formação superior em Desporto mas apaixonado que é por fragrâncias diferentes, foi nos perfumes que encontrou o seu actual modo de vida. Uma semana antes do Natal abriu a sua perfumaria de nicho, tais […]

Ler mais

Bolo-Rei

Hoje é dia de o comer! E logo eu que sou capaz de aviar um, quase de uma assentada. Com fartura de frutos cristalizados e massa fofa, que nisso sou pela tradição, por muito que gabem o bolo rainha, apenas […]

Ler mais

Viagem à nossa infância

É o que lhe proponho, se andar para os lados de Estremoz, que no Palácio dos Marqueses de Praia e Monforte, em boa hora comprado e recuperado pela autarquia, exibe-se agora uma exposição de brinquedos portugueses, a partir da paixão […]

Ler mais

O filme da minha vida

Amanhã celebra-se o cinema, no seu dia mundial, é sempre assim a cinco de Novembro, e por isso já houve quem hoje me fizesse a pergunta sacramental: qual o filme da minha vida? A resposta nunca é fácil tantas as […]

Ler mais

A que cheira o meu monte? (*)

Cheira a alfazema. A ela cheiram os sabonetes, os ambientadores, os difusores, as velas e até o papel que veste as gavetas. Também a tenho plantada nos canteiros lá de fora, para depois a colher, secar e com ela perfumar […]

Ler mais