O primeiro dia de aulas!

Que pena não ter fotografias dos meus primeiros tempos de escola, não se usava tirar como hoje em dia, mas recordo-me do Jardim-Escola João de Deus, mesmo ao lado do Jardim Botânico, isto na Coimbra da minha infância apesar de me saber lisboeta e gostar, e da choradeira que foi o primeiro dia da pré-primária agarrado à saia cinzenta plissada da minha mãe com medo que ela ali me deixasse e não voltasse para me resgatar. Ela também não ficou melhor a contas com o remorso e não fosse o patrão tranquilizá-la, dizendo que era assim mesmo com todas as mães no primeiro dia de aulas dos seus filhos, e por certo teria ido buscar-me muito antes de concluída a manhã. Já as três primeiras classes foram feitas no Externato Feliciano de Castilho na Praça Velha, uma escola particular de duas irmãs, e ainda hoje conservo na memória a delicadeza e doçura da professora Maria do Céu, que vim a encontrar décadas mais tarde, já homem mais que feito, quando a Coimbra voltei para apresentar um “Praça da Alegria” em plena Praça 8 de Maio, junto à Igreja de Santa Cruz onde jazem Afonso I de Portugal e seu filho Sancho, nosso segundo rei da primeira dinastia (coisas que se aprendiam na primária e não mais se esqueciam). Pena foi que no último ano tivesse dado com os costados numa escola pública, não que o ensino fosse pior mas porque me saiu na rifa uma quezilenta professora, de carrapito no cocuruto e de óculos grossos, que nem fundo de garrafa, encavalitados numa penca verrucosa … acho que estou a exagerar mas é que ainda não consigo castigar, tantos anos depois, o ressentimento pelas palmadas que levei, com a menina dos cinco-olhos, verdadeiro objecto de tortura da escola salazarenta, sempre com a desculpa que era para me estimular a estudar ainda mais, logo eu que era dos “marrões”! Não esqueci o nome da megera, ironia das ironias, chamava-se Maria de Lourdes, assim escrito segundo a grafia antiga … tal qual o nome da minha mãe.

Deu-me para lembrar isto ontem, já que foi o primeiro dia de aulas para muita da criançada, e como não tenho foto da época que ilustre o escrevinhado optei por uma que tirei ontem de manhã no “Você na TV”, esse que é afinal o verdadeiro recreio da minha vida!

4 comentários a “O primeiro dia de aulas!

  1. Isabel Simões

    Boa tarde Manuel!
    Desculpe o a vontade mas afinal “entra cá em casa várias vezes por semana”. Comento este post com uma sugestão (que talvez não tenha nada a ver—ou talvez tenha, a ver com educação, afinal que maior aprendizado há que uma viagem?) . Se tiver um tempinho dê uma olhadela neste site de uma amiga, ela é única e faz umas viagens incríveis sozinha e escreve umas crónicas fantásticas, actualmente descreve a sua viagem a Timor

    aqui: http://rutenorte.com/cronicas-de-viagens/timor-831-km-de-bicicleta-sozinha-26-dias/

    Obrigada,
    Isabel

    Responder
  2. Dália Santos

    O meu filho está super ansioso pelo início das aulas, pois este ano já vai para o quinto ano. Felizmente teve uma excelente professora primária que, de certo, ficará uma amiga para a vida.
    PS. Queria agradecer uma vez mais o carinho e atenção que teve com o Gabriel na semana passada.
    Beijinhos e abraços
    Dália e Gabriel
    Algarve 😉

    Responder
  3. Maria Sousa

    Boa tarde Manuel

    Eu guardo com alegria os meus anos de escola primária, tive uma professora muito boa, tanto como ser humano como a instruir. Na 4ª. classe também andei um pouco distraída e ela não me perdoou, levei uma reguada, mas não lhe guardo rancor, ela tinha razão. Ainda hoje penso muito nela Mª. Helena, sinto saudades desses tempos.

    Havia respeito mútuo, era uma figura importante, transmitia valores para a vida, não é como agora que até se bate nos professores.

    Beijinho

    Maria Sousa

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *