Pêssegos no forno

Este sábado quis experimentar uma receita nova que pudesse saborear tépida ou fria. Fi-la com pêssegos, por ser fruto da estação e por me parecer o mais indicado para levar ao forno apenas regado com creme de cassis. Leva muito […]

Ler mais

Vai um chá frio?

Se no tempo frio ele sabe bem quente, no tempo quente gosto dele é frio! Falo de chá, chá mesmo, e não de infusão, ou seja a bebida feita com a planta do chá, que vai p’ra aí uma confusão […]

Ler mais

À espera de um “milagre”!

Já lhe disse várias vezes que gosto muito de arte sacra. A representação artística da Fé é algo que me toca profundamente, sobretudo pela sua estética, por isso não há terra que eu visite, por cá ou na estranja, em […]

Ler mais

Onde Salazar caiu!

(Foto de Eduardo Gageiro) Desde o fecho do Instituto de Odivelas, em 2015, que o Forte de Santo António da Barra estava a degradar-se e a ser vandalizado. Que tem uma coisa a ver com a outra? – perguntar-me-á. Tem, […]

Ler mais

Queijo e vinho!

Provei-o pela primeira vez num voo da TAP e gostei tanto da sua pasta cremosa e suave que sobre ele quis logo saber mais. É um queijo alentejano, feito na terra da avó da Joana Garcia, a proprietária da queijaria […]

Ler mais

Flores do meu jardim

Temos rosas, gentis, ufanas, pomposas, alguém a disse flor do amor e talvez por isso o seu vermelho seja tão vibrante quanto a paixão. Também as temos brancas e com cor de de si próprias, rosa pálido tal qual o […]

Ler mais

“Rica” prenda!

Sabe-se a minha opinião sobre a festa brava, não entendo que em nome da tradição se continue a molestar um animal (corrijo: um ser vivo), e até estou a usar um verbo relativamente “meigo” para que a prosa não se […]

Ler mais

Lembra-se dela?

Lembra-se dela? O dia é dos gatos e das gatas, segundo o calendário das efemérides, que isto agora há dias para tudo e mais alguma coisa. Independentemente da ridicularia da data, apetece-me falar da Pesqueirinha, a gata que leva o […]

Ler mais

Na Basílica da Estrela

Não sei se lhe acontece o mesmo mas sou capaz de conhecer melhor outras cidades por esse mundo fora que esta Lisboa que me viu nascer, que isto é mesmo assim, no corre-corre do dia-a-dia acabamos sem olhar com olhos […]

Ler mais