Tudo por causa de uma fatia de bolo!

É verdade, foi há um ror de tempo. Num livro de receitas de sobremesas famosas do Mundo, descobri a da Sacher Torter, um bolo de chocolate recheado e coberto com doce de damasco e ainda a levar por cima deste uma ganache de chocolate preto. Naquelas páginas, contava-se a história da sua origem, há sempre uma história por detrás de uma receita e descobri-la é para mim tão ou mais interessante que degustá-la, o que não seria o caso já que por doces de chocolate me perco. Percebi, então, que a receita se deve a um inspirado aprendiz de pasteleiro, de apenas 16 anos, Franz Sacher, a pedido do seu patrão, o Principe Clemens Metternich, já que este queria presentear o seus convidados à mesa com uma sobremesa diferente. Estávamos em 1832. Trinta e três anos depois, seria seu filho, Eduard Sacher, quem abriria um café, junto àquela que viria a ser a Ópera de Viena, onde o bolo de chocolate criado pelo seu pai fazia grande sucesso. Empreendedor, Eduard Sacher quis mais, muito mais, e por isso acabaria por abrir um hotel, em 1876. À morte do marido, é sua mulher Anna quem assume a gestão do negócio por quatro décadas, com pulso firme e talento suficiente para criar uma unidade hoteleira de grande elegância e qualidade. Pelo Sacher Hotel já passaram todas as grandes figuras que possa imaginar, da realeza, da literatura, do cinema, do teatro, do canto lirico… da sociedade em geral.

O Hotel não está mais nas mãos da família Sacher, mas continua a ser um dos poucos hotéis de cinco estrelas, a nível mundial, geridos por uma família, neste caso e desde 1934 os Glüters e Sillers. Na primeira vez que fui a Viena não tinha ainda possibilidades económicas para me hospedar no Sacher Hotel mas já a levava fisgada: sentar-me-ia, pelo menos, no seu café, aberto também aos da cidade e visitantes, para saborear uma fatia do tão famoso bolo. Confesso que eu próprio tenho outras receitas com chocolate que me agradam mais mas cá está: cada garfada deste bolo acrescenta-nos uma história de mais de cento e cinquenta anos, o que lhe empresta um sabor muito especial. No dia seguinte jantei no restaurante do hotel, de frente para a Ópera, e jurei a mim próprio que ainda haveria de ali pernoitar.

Os anos passaram, ganhei um outro poder aquisitivo, e o Sachel Hotel passou a ser a minha “casa” sempre que vou a Viena ou a Salzburgo (são deste último as fotos que se seguem). E claro, não prescindo nunca de uma fatia do bolo de chocolate mesmo continuando a achar que tenho receitas melhores. Ainda hei-de fazer esta à minha maneira. Fica prometido!

www.sacher.com

9 comentários a “Tudo por causa de uma fatia de bolo!

  1. Maria Virginia Prim

    Gosto de si Manuel Luís. Coloquei ponto. Gosto porque Gosto da maneira como se expressa tanto na escrita como verbalmente, vendo a sua elegância o seu bom gosto aprecio a franqueza como simplesmente diz , na altura não podia desfrutar da estadia no hotel. Gosto porque Gosto.

    Responder
  2. maria regina

    que maravilha como eu gostava de passar ai uma noite….ser rica umas horas hahaha bjiho grande manuel luiz goucha admiro o muito como profissional e como boa pessoa que e

    Responder
  3. Cacilda Fischer

    Concordo consigo , o Sachertorte do Hotel Sacher , näo é nada de especial…!! O melhor sachertorte que já comi, e já comi muitos , é o que faz a minha sogra ….receita da sogra dela ….! Uma delícia !!! ( vivo na Austria há 20 anos e a minha sogra é austríaca ….uma sogra impecável e uma ótima pasteleira !!!) bj para si !

    Responder
  4. Maria Carreira

    Fantástico. …quando por aí passei não tinha poder monetário para essa mordomia….talvez na proxima viagem.l Áustria é mágica. Musica e arte, nao posso esquecer as flores nas entradas e fachadas dos predios. Amei!

    Responder
  5. M Ascensão Ferros

    Óptimo MLG! Aproveite todos esses recantos encantadores e saboreie tudo a que tem direito.
    Felizmente e devido às suas capacidades conseguiu concretizar outro sonho! Que tenta tido um fantástico fim-de-semana e bem docinho! E acredito que tem melhor no seu livro mas, por vezes valorizamos a diferença!

    Responder
  6. Paulinha Velez

    MLG
    Fico a imaginar o sabor desse bolo…
    O cheiro desse hotel… E luz dessa paisagem…
    Talvez um dia.. Por enquanto to vejo e revajo as suas fotos… E obrigado por isso❤️

    Responder
  7. Maria Peres Ferreira

    Há uns dias, comi um bolinho de chocolate de Viena, de Sacher Torter – umas caixas que vendem no café do hotel com miniaturas do tal bolo. São muito bons .

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *