Uma experiência única!

Uma depurada escada metálica em espiral liga os dois mundos, o da tradição de duzentos anos marcados pela história da porcelana em Portugal, corporizado no Palácio de finais do século XVII, que já foi casa de José Ferreira Pinto Basto, fundador em 1824, por alvará régio atribuído por D. João VI, da Fábrica Vista Alegre, e de seis gerações que se lhe seguiram, tendo-se daquele mantido o traçado original, com tectos e rebocos em gesso e pinturas paisagísticas nas paredes, e o da modernidade, através de um edifício contemporâneo de bom gosto e muito cuidado nos detalhes que o decoram, sempre alusivos ao processo da produção da porcelana, desde a modelagem à decoração das peças.

Quem pernoite no “Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel” tem uma experiência única. Pela oferta e variedade de serviços, pela simpatia de quem ali oficia, a começar pelo director António Machado Matos que foi quem gentilmente nos ciceroneou, pela qualidade das instalações em qualquer um dos edifícios e muito pela sua envolvente, desde a frente com o rio Bouco, um braço da ria de Aveiro, correndo dolente de acordo com as marés, ao Terreiro da Vista Alegre com a Fábrica, em plena e pujante laboração (é possível visitá-la com prévia marcação) e a magnífica Capela consagrada a Nossa Senhora da Penha de França, tida desde 1910 como Monumento Nacional, barroca nos azulejos de setecentos, na talha dourada que veste os altares, nos tectos abobadados pintados a fresco e no magnífico túmulo do seu fundador, D. Manuel Moura Manuel, esculpido em pedra de Ançã por Claude Laprade (escultor provençal que muito contribuiu para a introdução da escultura barroca no nosso país). Também no Terreiro pode visitar o Teatro criado para lazer e entretenimento dos trabalhadores e habitantes do bairro social, mandado construir pela família Pinto Basto para habitação permanente dos seus operários (ainda há famílias de trabalhadores da Vista Alegre que ali vivem sendo que outras casas estão a ser recuperadas para integrarem o complexo hoteleiro) e não pode deixar de entrar no Museu onde se conta toda esta empolgante história de duzentos anos, desde os primeiros vidros feitos na Fábrica, que foi assim que tudo começou, até às mais modernas peças de porcelana assinadas por grandes nomes do design e da moda, nacionais e estrangeiros, celebrando o talento e dedicação de gerações de operários, formados ali, de cujas mãos saíram muitos milhares de peças utilitárias e decorativas que vivem hoje por esse mundo fora nas casas mais galantes e até reais (espanhola, inglesa, portuguesa, monegasca…).

Não vejo a hora de voltar, tão agradado fiquei com o que vi. Faltou acompanhar ao vivo a pintura manual das peças, na oficina do Museu, que era dia de descanso dos operários, e ouvir deles o muito que terão para me contar. A história da Vista Alegre é a história destas mulheres e destes homens e suas famílias. Um património único de memórias e saberes que este hotel tão distinta e engenhosamente enaltece.

www.vistaalegre.com

12 comentários a “Uma experiência única!

  1. Paula Conde

    Tbm já fiz parte dessa familia VA ,fui muito acarinhada ,aprendi muito como pintora,aprendi como ser humano!
    Adorei trabalhar aí!
    Obrigada por mostrar e valorizar o melhor que temos neste país!
    Bem haja!

    Responder
  2. Elisa Senos

    Obrigado por mostrar o que de bom há no nosso país .
    Imagine ter nascido ali ……. e vivido …… viver ……. neste lugar Maravilhoso
    É BOM

    Responder
  3. Maria Sousa

    Olá Manuel

    Adorei as imagens, gosto muito das peças de Vista Alegre, tenho algumas em casa. Não sabia que havia esse património todo em Ílhavo, imagens tão belas.

    Penso que o Manuel deve estar por aí de férias, desejo-lhe um óptimo descanso com muita saúde.

    Mais uma vez obrigada pela partilha do que está fazendo nesta semana.

    Já agora a Leonor Poeiras está a sair-se muito bem no programa que o Senhor lhe entregou esta semana. Acho que devia aproveitar esta competência e disponibilidade quando for preciso.

    Beijinho e continuação de boas férias.

    Maria Sousa

    Responder
  4. Maria da Graça Martins

    Adorei a beleza da descrição do texto e as fotos do que mais belo essa fábrica produziu e continua a produzir, para prazer dos amantes da VA. Obg pela partilha e continuação de férias felizes.

    Responder
  5. Maria Leonor Hilário

    Sr Goucha na minha cidade linda Aveiro , na vista alegre que quando visitamos perdemos a nossa vista em louças que foram e são maravilhosas . Bem haja

    Responder
  6. Fatima Grenha

    Obrigada por esta visita guiada tão rica e esclarecedora
    É uma oportunidade de tantas pessoas verem a ou as belezas que há no nosso País
    Obrigada novamente por ser quem é, um Ser generoso, culto, simples que nos faz companhias todos os dias
    Fatima

    Responder
  7. Celine

    Que privilégio ter conversado com o Sr. António Machado Matos!! Na altura do meu casamento (2014) era diretor da Casa da Ínsua – Penalva do Castelo, e foi uma pessoa muito especial por ter organizado um casamento perfeito com todas as atenções que qualquer noivo deveria ter!!! Temos que ir a Ílhavo conhecer o magnífico hotel e reencontrar esse seu magnífico diretor !!!

    Responder
  8. rosa rosa

    Obrigado sr. Manuel Luís, por esta visita guiada e pela história contada.

    Tantos “alguns” anos estive, mensalmente nos dias 13, à frente da fabrica (sou feirante) mas nunca visitei.

    Fiquei entusiasmada.

    Tenho na minha posse algumas peças, e será muito bom, ver a sua origem…

    Grata.

    Responder
  9. Margarida Correia Ramos

    Boa noite sr.Goucha
    Estou ENCANTADA com tanta beleza.Primeiro foi o texto ,palavras dignas dum grande escritor que apaixona qualquer um ,sempre uma escrita exímia de quem exerce e bem o hábito da leitura Adoro, adoro
    Depois seguem as imagens ,qualquer um fica embevecido
    MUITO OBRIGADA PELAS SUAS PARTILHAS,SÓ ASSIM TENHO O GOSTO CONHECER O QUE EXISTE DE BELO NO MEU PAÍS
    MAIS UMA VEZ OBRIGADA E BOAS FÉRIAS BOM DESCANSO
    MARGARIDA

    Responder
  10. Maria Gonçalves

    Não me canso de repetir, é sempre um gosto ver o seu blog. Aprendo imenso consigo MANUEL LUIS. É um manjar de cultura OBRIGADA. Boas FÉRIAS. Um bem haja.

    Responder
    1. Luísa Pina

      Um muito obrigada pela forma como.nos contempla com a sua cultura, por nos brindar com o nosso Portugal que apesar de ser pequeno tem um património riquíssimo uma cultura ímpar. Graças a Deus conheço bem o nosso país, vivi 40 anos da minha vida na Guarda, todos os fins de semana visitava uma cidade, tenho a felicidade de ter família espalhada pelo nosso maravilhoso Norte. Agora na minha reforma vivo no Algarve, não me alongo mais um.grande abraço.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *