Receitas cá do monte

São todas receitas fáceis, usando produtos frescos e sem grandes acomodações culinárias, que o que se quer em tempo de lazer é comer bem, saboroso e saudável.

cuscuz com peito de pato

Cuscuz com peito de pato

2 chávenas de chá de cuscuz (sêmola de trigo)

1 raminho de hortelã fresca picadinha

2 malaguetas sem sementes cortadas miudamente

3 tomates sem sementes e cortados em cubinhos

3 cebolas descascadas e picadinhas

4 dentes de alho descascados picados

sal e pimenta preta moída na altura

azeite e sumo de limão

Deite os cuscuz numa tigela. Junte-lhe os cubinhos de tomate e a hortelã fresca picada.

Num tachinho deite um bom fio de azeite. Aqueça.

Junte a cebola, o alho e a malagueta. Mexa e deixe que a cebola fique transparente, Junte a água suficiente para os cuscuz. A ideia é que o caldo cubra os cuscuz. Deixe levantar fervura.

Junte sumo de limão a seu gosto.

Deite este caldo na tigela sobre os cuscuz. Mexa com um garfo. Tape com película aderente e deixe que os cuscuz inchem e absorvam o caldo.

Mantenha no frio até ao momento de servir.

Os cuscuz ficam soltos. Regue com um fio de azeite e mexa cuidadosamente.

Os cuscuz foram o acompanhamento, neste caso, do peito de pato. Quanto a este basta temperá-lo de sal e pimenta preta moída na altura. Usámos sal marinho integral.

Aqueça uma frigideira e sele o peito de pato com a pele virada para baixo. Quando a pele estiver bem dourada vire o peito de pato e leve-o ao forno deixando-o cozinhar a seu gosto. Eu gosto dele rosado.

maionese de pescada e camarão

maionese de pescada e camarão2

Maionese de pescada e camarão

postas de pescada ultra-congeladas 

miolo de camarão 

batatas-novas 

rabanetes cortados em cubinhos 

pepino sem sementes e cortado em cubinhos

tomates-cereja cortados em metades

alcaparras 

coentros frescos picadinhos 

maionese

mostarda de Dijon

sal e pimenta preta moída na altura 

caldo para cozer o peixe: 

água, 4 dentes de alho descascados, 2 folhas de louro, 1 colher (chá) de grãos de pimenta preta, 3 colheres (sopa) de azeite. 

Leve a água ao lume com estes ingredientes e deixe ferver durante alguns minutos para que ganhe gosto antes de lhe acrescentar as postas de pescada congeladas. Quando a água retomar fervura verifique porque o peixe já estará macio. Retire o peixe da água e, ainda em quente, limpe-o de pele e espinhas e corte-o em cubos. 

Na água acabada de ferver coloque o camarão e deixe cozinhar por três minutos. 

Retire o camarão da água. Reserve pescada e camarão. 

Guarde um pouco (1/2 dl) do caldo da cozedura da pescada e do camarão. 

Coza as batatas com pele em água temperada de sal. Pele as batatas e corte-as em cubos. Deixe arrefecer. 

Numa saladeira de levar à mesa, junte as batatas, os rabanetes, as alcaparrras, os tomates-cereja, o pepino, a pescada, o camarão e os coentros picados.

Numa tigela pequena  misture maionese com mostarda de Dijon a seu gosto. Junte o caldo da cozedura do peixe, que guardou, e mexa bem. Tempere, se achar necessário. 

Junte o molho na saladeira e delicadamente misture tudo. Conserve no frio, tapado com película aderente,  até servir. 

pera bebeda

Pêra bêbeda

4 pêras descascadas

Vinho do Porto ou Moscatel

1 pau de canela

2 estrelas de anis

Casca de limão

Corte uma fatia fina na base de cada uma das pêras para que se sustenham direitas no tacho onde vão cozer. Cubra-as de vinho do Porto, ou Moscatel, diluído num pouco de água.

Junte no tacho o pau de canela, as estrelas de anis e casca de limão.

Deixe ferver, tapado, em lume suave até que as pêras estejam macias.

Retire as pêras do tacho.

Coe o líquido da cozedura e leve-o ao lume para que ferva e reduza, ganhando uma consistência xaroposa.

Sirva as pêras regadas com o xarope de vinho do Porto ou de Moscatel.

Pode ainda acompanhar com leite-creme ou com um creme de caramelo.

9 comentários a “Receitas cá do monte

  1. paula curado

    moro em Redondo portanto quando fizer estas e outras receitas,como moro perto de si,convida-me,irei com muito gosto.Beijão grande.

    Responder
  2. Carla

    Manuel
    Receitas deliciosas!
    Li esta frase num restaurante nunca mais a esqueci.

    Cozinhar é um modo de amar os outros.”
    Mia Couto

    Abraço
    Carla

    Responder
  3. FILOMENA PEREIRA

    BOA NOITE SHR. MANUEL LUIS ANTES DE MAIS NADA ,QUERO LHE DIZER QUE GOSTO MUITO DE SI ,DA SUA FRONTALIDADE E UM GRANDE HOMEM NO QUE RESPEITA NO QUE DIZ RESPEITO A DEFENDER AS MULHERES, GOSTO DO SEU PROGRAMA FAZ-ME RIR MESMO QUE NÃO QUEIRA É UM GRANDE PROFISSIONAL ENFIM TUDO DE BOM PARA SI PORQUE FELIZ JÁ É EMBORA HAJA DERREPENTE ALGUMAS ANOMALIAS PELO MEIO ,MAS FAZ PARTE DA VIDA O IMPORTANTE É VIVER E APROVEITAR AS COISAS BOAS ENQUANDO ESTAMOS CÁ ,PORQUE A VIDA É CURTA ISTO É UMA PASAGEM ,VAMOS FICA TUDO CÁ ,POR ISSO TUDO DE BOM .QUANTO ÁS SUAS RECEITAS GOSTEI VOU FAZER GOSTO MUITO DE PATO GOSTO MUITO DE COZINHAR OBRIGADA .UM BEM HAJA FORÇA.

    Responder
  4. Mandita

    Devem ser uma delicia vou fazê-las obrigada pela partilha. As pêras pode ser rocha ou outra qualidade? beijinhos tudo de bom obrigada ⭐️

    Responder
  5. Isabel Almeida

    Olá Manuel óptimas sugestões comidas frescas para dias quentes, tenha um excelente Domingo
    Gostaria muito de o conhecer pessoalmente, transmite sempre muito conhecimento e serenidade,
    Um abraço
    IsabeI Almeida

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *