Alexandra na Tapada das Necessidades

São quatro as capas da revista “Cristina” deste mês de Novembro, sendo que estou numa delas por ter conduzido a conversa com a Alexandra Lencastre, a protagonista. Foi uma conversa franca entre pessoas que se gostam e respeitam, e onde a Alexandra se apresenta sem disfarces, assumindo medos e fragilidades. Melhor mesmo é ler a revista, porque esta é uma entre outras entrevistas imperdíveis que nela vai encontrar, como a de Vírgul à Cristina e a do chef Ljubomir à sua própria mulher. Do que lhe quero aqui falar é sim do local onde decorreram a produção fotográfica da Alexandra para a revista e a própria conversa.

Sendo eu de Lisboa, confesso que não conhecia o local, mesmo tendo já estado no Palácio das Necessidades, sede do Ministério dos Negócios Estrangeiros. Claro que a Tapada pertenceu ao Palácio, erguido no reinado de D.João V, para lazer dos monarcas que dele fizeram residência, tendo sido o último D.Manuel II, e suas respectivas cortes, mas hoje em dia, ainda que seja desconhecida para a maioria dos lisboetas, está aberta, ao contrário do que acontece com o Palácio, para qualquer um poder ali passear e usufruir dos seus encantos. Que os tem, algo decadentes é certo e a necessitarem de preservação, como a estufa circular mandada construir por D.Pedro V, onde decorreu a nossa conversa, e a Casa do Regalo, construída a mando de D.Carlos e onde sua mulher Amélia de Orleães e Bragança instalou o seu atelier de pintura. Também não foi dos melhores dias para o visitar mas mesmo em dia pardo este espaço murado de dez hectares com vista para o Tejo surpreende pelo verde dos seus caminhos, pelos seus lagos e estátuas, pela sua riqueza histórica que vem de oitocentos e ambiental. Um verdadeiro oásis na cidade!

1 comentário a “Alexandra na Tapada das Necessidades

  1. Carla

    Manuel
    Preciosas fotos!
    Um passeio entre amigos, colegas onde as palavras se soltaram sem mascaras, personagens, os sentimentos afloram desnudados. Há pessoas que imaginam os seus super-heróis como seres imunes a n coisas, na realidade eles são seres como os outros frágeis com as suas debilidades/medos/angustias. No palco da vida temos que vestir muitas personagens e saber adaptar a cada circunstancia.

    A capa com os 2 foi logo a minha 1ª escolha sem hesitação.

    Hoje na RTP3 23 horas na Grande entrevista vai estar António Lobo Antunes, se tiver oportunidade de ver mais tarde creio que vai ser muito interessante. Há homens que nos fazem pensar, questionar, e este as suas palavras já me tem feito eco.

    Abraço
    Carla

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *