Olhos de água!


Fixei-me nos seus olhos aguados mal entrei na exposição de aguarelas que o Centro de Educação, Formação e Universidade Sénior de Monforte exibe. “Conheço a tristeza que há nestes olhos!” – diz Júlio Jorge autor de tão assombroso trabalho. Não que mo tenha dito de viva voz, mas porque quis saber de si, o que hoje em dia é fácil com a internet e as redes sociais. Entrei no seu mural de facebook e encontrei o que aqui partilho, retratos da sua gente, a de São Cristóvão, freguesia do Montemor alentejano. Em cada retrato claro que impressiona o domínio da técnica de aguarelar mas, acima de tudo, a sensibilidade e respeito com que nos conta vidas. Em cada ruga a solidão da planície, a dureza da jorna, a magreza do conduto. Mares de trigo, espigas de choro, mágoas plantadas. Em cada ruga, memória de uma miséria que dói, campos de humanidade, essa força tenaz de quem não cala e menos consente. Quero muito conhecer o artista, mas entretanto sei que aqueles olhos aguados vão morar no meu monte entre livros e desejos.

9 comentários a “Olhos de água!

  1. Inês

    São trabalhos, de facto, impressionantes. Estão mesmo vivos, não é? O nosso Alentejo tem tanto de novo e interessante que, se me permite,
    atrevo-me a antever que o fará passar cada vez mais tempo por cá. Fiquei uma vez com uma frase que disse : “Podem tirar-nos tudo menos as viagens que fazemos”. E é bem verdade, nem que sejam só no papel.

    Responder
  2. Nelson Carvoeira

    Amigo manecas ( se assim o posso tratar ) este extraordinário pintor, é da minha terra nascemos e fomos criados nesta aldeia maravilhosa de são Cristóvão.
    Um abraço e tudo de bom
    Nelson Carvoeira
    O alentejano

    Responder
  3. Margarida Rebelo

    Pois é, Manuel Goucha! É muito difícil , que estas “obras de arte” passem despercebidas a olhares sensiveis! A expressão que transmite cada uma das aguarelas do Júlio é realmente Única! Um grande artista , com uma enorme sensibilidade !!
    Também eu sou fã, e admiro “os nossos idosos” pintados pelo Júlio.

    Responder
  4. Júlio Jorge

    Foi com uma indescritível emoção que vi os meus trabalhos publicados no seu blogue, apoiados por um texto que me deixou os olhos raso, de água.
    Espero que o meu trabalho possa enriquecer mais ainda o seu espaço de livros e desejos

    Muito obrigado Manuel Luiís Goucha e até já

    Responder
  5. Paulinha Velez

    MLG
    Hoje alguém disse que escreve tão bem..
    Escreve com alma…. E a sensibilidade destas obras estão na ponta da sua caneta.. Que aposto que fazem pandam com o que trás vestido.. Elegancia nao é só no que veste e no que usa,é como está na vida, a partilha do seu dia a dia… Obrigado por isso.. E vá à procura deste artista que obras tao belas.. Sabe o que desejo, que nunca me falte

    Responder
  6. Maria Joaquina Salgueiro

    Adorei Manel!!! Não se esqueça do meu pedido para vir a Mora à nossa Universidade Sénior Manel!!! Diga o que temos que fazer, para o conseguir trazer até nós. Certamente será uma grande alegria para todos os” meninos “e” meninas ” da nossa Universidade. Beijinho Manel, aproveita e prova as nossas migas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *