Na Missa do Parto

fotografia1

As missas do parto são uma tradição muito particular da Madeira e do Porto Santo e pretendem celebrar a gravidez de Maria. Por isso são nove, uma por cada mês de gestação, e decorrem nas duas ilhas, nos nove dias que antecedem a véspera de Natal, dia da missa do galo, a que festeja o nascimento. Nunca havia assistido a uma missa do parto e por isso este Natal, que quis viver na Madeira, não seria em pleno se não tivesse vivenciado esta manifestação de alegria entre o religioso e o pagão. Às cinco e trinta da manhã já a Igreja da Boa Nova era repleta de fiéis para a celebração da Eucaristia, acompanhada pelos cânticos do coro e assembleia ao som dos instrumentos tradicionais das ilhas, nem o brinquinho falta. É intrínseco o apego dos ilhéus, sobretudo dos que vivem nas zonas rurais, às tradições religiosas, mas aqui nesta paróquia a juventude e modernidade da palavra do padre Toni é também ela mobilizadora. O caminho que o celebrante evoca é o da alegria, na paz e na partilha com os outros, inspirado pela palavra do Papa Francisco.

No adro da Igreja, terminada a missa, reúne-se a comunidade entre cantares, comes e bebes como que a prolongar a celebração, na sua dimensão lúdica. Há carne em vinha d’alhos, broínhas de mel e de coco, licores vários e poncha. Tudo produtos caseiros, levados pelos fiéis para o adro, para a comunhão de afectos entre amigos e convivas. Na manhã de ontem fui um deles e o meu coração transbordou. Obrigado.


fotografia (1) fotografia (2) fotografia (3) fotografia (4) fotografia (5) fotografia (6) fotografia (7)

Fotos retiradas do mural do Coração de Jesus Boa Nova (da autoria de Cátia Dias)

5 comentários a “Na Missa do Parto

  1. Paula Francisca

    Gosto do seu olhar sobre as coisas. .. da sua visão do mundo tão capaz de nos proporcionar ensinamentos ímpares.
    Gosto de ver o mundo também através da sua visão inteligente e informada…. e assim vou estando também eu a par de tanta coisa… está tradicional celebração foi mais uma. Bem haja. .. aguardo viagens suas que, depois, serão, por aqui um pouco minhas… Beijos

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *