Filme MultiOpticas

Este é o resultado final de uma manhã que começou as 8.00 e terminou às 13.00 horas. Cinco horas de trabalho, em estúdio, fora todo o mais em edição, para trinta segundos de filme. Mas é mesmo assim e depois valeu a pena, pela qualidade de imagem e planos e sobretudo pela eficácia da mensagem que a MultiÓpticas pretende passar ao longo deste mês de Outubro, Mês da Visão, a propósito da prevenção visual, através de consultas gratuitas de optometria.

Bastidores de um filme

8.00

Chego aos estúdios da TVI, conformado por um fim de semana assim mutilado, que agora em chegando à sexta o que quero mesmo é desandar para o Alentejo e não pensar em trabalho. Não havia como fazer noutro dia, ocupado que está o estúdio no mais da semana. Levo uma alternativa para o caso do cliente não gostar da farpela, mas tinha quase a certeza que seria desnecessária. Optei por um fato azul, subtilmente raiado de branco, camisa azul claro e óculos da MultiÓpticas, escolhidos dois dias antes, num “degradé” de azuis. É que azul é a cor da marca. Brincamos, não?!

9.30

Já a Albertina estava sentada na cadeira do Emanuel, optometrista mesmo, a fazer de si próprio, quando entrei no estúdio. Começámos pelo fim, que isto é como no cinema: a ordem de filmagens ou gravações pode não ter a ver com a sequência da acção. Era altura de me perfilar e dizer o meu texto, decorado de véspera, alertando o espectador para o facto de muitos precisarem de óculos e de não saberem e de outros tantos estarem a usar uma graduação que não será a mais adequada. Por isso a necessidade de um rastreio à visão, agora promovido pela MultiÓpticas através da oferta de consultas de optometria. É que com a visão não se brinca.

multiopticas1

multiopticas2

multiopticas3

10.30

Enquanto no estúdio tudo se preparava para receber as senhoras do público que habitualmente se sentam nas bancadas do “Você na TV”, também elas razão do sucesso do programa de todas as manhãs, já que iriam figurar no filme, com a equipa de iluminação a mudar o esquema de luzes, para o espaço que habitualmente é usado para as conversas, noutro local da TVI, entreguei-me nas mãos da fotógrafa Maria Vasconcellos. Havia que fazer a fotografia que ao longo deste mês está presente em todas as lojas MultiÓpticas divulgando a campanha. Foram quarenta minutos de muitas e simpáticas poses sob a inspirada batuta da Maria, que aliás me cativou pela simpatia e pela paixão que se pressente no seu trabalho. Gosto de quem é apaixonadamente profissional!

multiopticas4

multiopticas5

multiopticas6

11.30

De volta ao estúdio já com o público, que me é tão familiar, sentado, era chegado o momento de gravar o princípio do filme ou seja a acção em que procuro “avaliar”a acuidade visual da Albertina, através do teste de Snellen (assim baptizado por se usar a tabela desenvolvida, no século XIX, pelo oftalmologista holandês Herman Snellen) e lhe sugiro uma consulta de optometria. Assim dito parece coisa de breves minutos, mas na prática foi ainda hora e meia de “takes”, que é como quem diz de repetições da cena, ou porque não estava a contento do realizador ou do cliente, sempre presente em estúdio acompanhando todo o processo, ou, ainda, porque há que fazê-la em várias escalas de plano.

multiopticas7

multiopticas8

multiopticas9

13.0O

Agora sim estava concluído o trabalho, pelo menos, para mim, que depois de tudo registado haveria, ainda, muito a fazer a nível da edição. Mas o resultado final não poderia ser melhor. Mérito de toda uma equipa liderada por José Manuel Abrantes. Gosto do filme já lho disse e ainda mais do seu propósito: o de lhe lembrar que a visão é um assunto sério. Tanto melhor sabendo que esta campanha é da responsabilidade de uma marca de confiança, a MultiÓpticas. Aproveite então este mês da visão e marque uma consulta gratuita de optometria, on-line ou numa loja MultiÓpticas perto de si.

multiopticas10

af-standup-goucha-700x1700

4 comentários a “Filme MultiOpticas

  1. Maria Olívia Pereira Dias

    Muito boa tarde,tenho visto no programa da TVI que Outubro é o mês da visão.Como eu concordo,apesar que devia ser todos os meses uma vez que a visão assim como todos os outros sentidos são imprescindiveis no nosso dia a dia.Eu uso óculos desde os meus 14 anos,tenho estigmatismo,hipermetropia… Por volta dos meus 3 aninhos tive uma úlcera na menina do olho(foi este o termo que me disseram).Tudo isto para lhes dizer que sendo Outubro o mês da visão,muito eu gostava e precisava mudar as minhas lentes que desde o ano de 2010 nunca mais foram actualizadas e isso está a dificultar-me no meu dia a dia :( :( Tudo porque ponho sempre tudo e todos em primeiro lugar e eu vou ficando á espera de dias melhores,entretanto vou continuando a esperar uma vez que não tenho possibilidades económicas.Um bem haja a todos por tudo o que teem feito de bom a tantas pessoas,beijinhos <3 <3

    Responder
  2. Lénia Maria Nogueira Faneco

    Olá Manuel Luís Goucha.

    Como posso contactá-lo de forma particular para partilhar consigo uma ideia acerca de si?

    Atentamente,
    Lénia.

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *