Chapéus…

Gosto de chapéus e houve tempo em que comprei alguns, porém acabei por desistir por achar que não me ficavam bem. Os anos foram passando, deixei crescer a barba, depois cortei o cabelo rente e não é que agora já gosto de me ver enchapelado! Vai daí tirei das chapeleiras os que tinha e juntei-lhes mais dois ou três. Enfim, um bom pretexto para me dirigir uma vez mais à centenária chapelaria do Rossio, “Azevedo e Rua”. O negócio mantém-se na família de Manuel Aquino, o produtor de vinho que, em 1886, ao ver as suas vinhas durienses arruinadas pela filoxera procurou em Lisboa que fazer com o dinheiro que um tio padre lhe havia emprestado, e já vai na quinta geração. Quando sabemos do lamentável fecho de várias lojas de tradição no centro de Lisboa, não deixo de jubilar por ver que a vetusta chapelaria continua a dar cartas na variedade de produto que oferece aos seus clientes de sempre, a muitos outros bem mais novos mas igualmente cativados pelo acessório e turistas, encantados pelo charme e beleza da loja, afinal o que marca a diferença num centro histórico que se quer irrepetível.
Há de tudo, dos panamás que, afinal, vêm do Equador aos cocos e cartolas, passando pelas mais elegantes capelines, que as senhoras também têm direito a ficar janotas. Já as bengalas, que as há também, guardadas ficam para ocasião que espero ainda longínqua, que até posso um dia fraquejar das pernas mas perder a pose é que nunca!

Chapelaria Azevedo e Rua
Praça D.Pedro IV (Rossio), 73
Lisboa
www.azevedorua.pt

 

9 comentários a “Chapéus…

  1. Carlos

    Os chapéus ficam sempre bem Manuel Luis.
    Grande ideia teve o senhor que investiu o dinheiro emprestado nesse negócio e acabou por se dar bem.
    Infelizmente muitas pessoas investem todo o seu dinheiro num negócio e corre mal ficando arruinados.

    É bom que mostre coisas assim para aumentar a cultura de quem segue o seu blog.
    Obrigado.

    Responder
  2. maria silva

    Adorei vê-lo de chapéu!!! Um real senhor, tudo lhe fica bem, mas o chapéu não há palavras…
    Um rei na comunicação e imagem. Parabéns, parabéns, parabéns.m

    Responder
  3. Teresa Bilé

    Adoro vê-lo de chapéu , e fiquei muito feliz porque foi atendido na loja pela Teresa Pupo, uma ex-colega minha de outros tempos em que vendiamos malas, adorei , adorei, adorei

    Responder
  4. Rosa Maria Moreira

    Magnifico Manuel Luis!
    Que bom manter as nossas tradiçoes e muiti mais… mistra-las e divulga-las, usando com imenso charme os chapeus!
    Parabens e muiti obrigada por divulgar a nossa cultura.
    Beijinho para si e ao Rui

    Responder
  5. Ana Magalhães

    Adoro vê-lo de chapéu! Pena é que as ruas de Lisboa tenham mudado radicalmente, dando lugar a lojas impessoais como os chineses… entre outras.

    Responder
  6. Joaquina Barros

    E provavel que seja do habito, Vejo o Manuel ha muitos anos e sempre o vi como um grande senhor da televisao. Grande comonicador que transmite olgo especial.
    O Manuel e muito charmoso e veste se com muito bom gosto, todas as cores lhe fivam bem, do preto ao verde agua. No fim de semana vi o Manuel com chapeu, e na verdade fica lhe muito bem. Use e abuse, o Manuel sabe muito bem conjugar as cores. Desejo lhe uma boa continuacao.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *