Chapéus há muitos!

fotografia1Chapeus
… Muitos mesmo. De cores vibrantes e de várias proveniências. Do Equador, da Colômbia, de Madagáscar… Também há dos nossos, feitos com saber e criatividade. Mas não se pense que esta é uma chapelaria tradicional, essas infelizmente vão acabando, salvo estóicas excepções. Antes podemos entrar num espaço aberto, de costas para o Douro, frente à imponente igreja de São Francisco, referência do gótico no coração da cidade, onde o que ressalta à vista é o alarido da cor dos tapa-monas e outros acessórios. Que os há também, como lenços por exemplo.

fotografia2Chapeus fotografia3Chapeus fotografia4Chapeus fotografia5Chapeus fotografia6Chapeus fotografia7Chapeus fotografia8Chapeus fotografia9Chapeus fotografia10Chapeus fotografia11Chapeus

Confesso que me apetece comprar todos, seduzido que sou pelas cores, mas convém não perder a cabeça, até porque dela preciso para botar o chapéu!

fotografia12Chapeus fotografia13 fotografia14

 

“Hats and Cats”, assim se chama a loja, num “claro piscar de olho” aos potenciais compradores que chegam da estranja para se deslumbrarem com o burgo. Um dia destes hei-de opinar sobre o abastardamento a que, cada vez mais, está sujeita a língua portuguesa, rica de oitocentos anos, galopante que é esta pretensiosa colonização por estrangeirismos. Bom, mas voltemos ao que agora importa e descodificando o baptismo do negócio: chapéus (hats) é o que não falta entre tantos cosmopolitas artigos ligados à simplicidade e tradição, daí a sigla “cats” (cosmopolitan articles simplicity and tradition). Gatos (cats) só os que se vislumbram para lá das vidraças ou os que deambulam pela ribeira à cata de peixe ou sobras dos botecos. A cidade até que convida à vadiagem, sobretudo à noite, que é quando todos os gatos são pardos!

fotografia15

Hats & Cats
Rua Infante Dom Henrique 117
Porto

2 comentários a “Chapéus há muitos!

  1. Maria Teresa

    Manuel Luis
    Boa tarde! Tudo lhe fica bem e em Lisboa encontra tudo o que nao levou da Invicta.

    Um abraco mais uma vez PARABENS
    Maria Teresa

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *