Baden-Baden!

“Se gostas de ópera, tens de ir a Baden-Baden!” – disse-me Rosa Cullell mal chegada à TVI, ela que é melómana e já havia dirigido o Liceu de Barcelona. Já tinha ouvido falar da pequena cidade alemã pelas suas águas, famosas desde o tempo dos romanos pelas suas virtudes terapêuticas, sobretudo para quem sofre de males do coração e das vias respiratórias, desconhecia era a sua vitalidade cultural.

Não faltam concertos de música clássica, espectáculos teatrais, de bailado e ópera para que esta romântica e elegante estância termal seja um destino irrecusável para quem como eu se cura através da Arte. Vi “Orfeu e Eurídice”, de Gluck, compositor alemão, cantada, e dançada pela companhia de bailado de Hamburgo, dirigida pelo americano John Neumeier (bravo!!), no Festival Hall a segunda maior casa de ópera e sala de concertos da Europa, e passeei sem pressa e quase sem destino pelo imenso verde que bordeja o rio Oos, sem porém deixar de entrar no museu de arte contemporânea, onde podemos admirar a colecção do seu fundador, Frieder Burda, falecido já no decorrer deste ano. Um almoço nos jardins do Brenners-Park Hotel regado por um riesling alsaciano fresco e frutado culminaria a minha estada nesta que é uma jóia em plena Floresta Negra e onde certamente voltarei.

Próxima paragem: Estrasburgo.

 

9 comentários a “Baden-Baden!

  1. Maria do Carmo Harris Nobre

    Olá Manuel Luís Goucha, primeiro que tudo Feliz Natal. E como gosto muito de si neste Natal gostaria de ter no sapatinho um dos glamorosos dos seus casacos. Mais do que isso gostaria de envergar no dia 18 de Dezembro um desses casacos na minha primeira gala de Natal na Universidade. Apesar dos meus 50 anos ainda tenho muitos sonhos para concretizar e fazer uma licenciatura foi um deles e melhor seria a cereja em cima do bolo uma indumentária sua.
    Nunca devemos deixar de sonhar e sermos crianças outra vez que bom que é.
    Um beijinho grande.

    Responder
  2. Lília Vitorino

    Manuel Luis, Baden Baden é também conhecida pelas suas termas, uma delas com mais de 100 anos e de inspiração romana com salas de perder a respiração.
    Verdadeiramente a não perder! Deixei link na publicação do facebook.

    Responder
  3. Maria Assunção Cunha Ribeiro

    Comecei agora a conhecer a Alemanha,pena que só agora, mas como se costuma dizer,mais vale tarde de que nunca! As bonitas fotografias revelam uma cidade com uma áurea romântica tendo como cenário a natureza verdejante.Tal como o Manuel Luís sou uma apaixonada pelas atividades culturais e arte e, também partilho da sua opinião, são um bálsamo para o espírito.

    Responder
  4. Marta Fernandes

    Delicio-me a ler as suas crónicas de viagens e fotografias do que realmente importa. Apaixonada que sou por arte e lugares históricos, pergunto-me para quando um livro seu com estes belos textos de viagens e cultura? Já merecíamos !

    Responder
  5. Elisabeth Andrade Fresco Nicolau

    Ontem quando vi as fotos comentei com o meu marido que pela paisagem parecia me a Alemanha não me enganei… nada mais bonito que a floresta Negra beijinhos continuação de otimas ferias aqui do Reino Unido em Berwick uma vila tb lindíssima e com muita história…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *