Vencedores do desafio «Vida de Cão»

vida-de-cão
Pois é, de novo tive o embaraço da escolha entre tantos comentários carinhosos sobre os nossos animais de estimação. A todos o meu obrigado.

Mas desta vez as contempladas são:

Catarina Rodrigues
Guida
Ju Rosa
Solange
Vera

Qualquer uma delas vai receber em casa o livro “Vida de Cão” (e um e-mail com o pedido da respectiva morada).

O blogue faz anos… mas as prendas são para si!

8 comentários a “Vencedores do desafio «Vida de Cão»

  1. Guida

    Obrigado Manuel Luís. Recebi hoje o livro, mal posso esperar por começar a lê-lo. Obrigado estar autografado.
    Obrigado por essa sua paixão pelos nossos animais, eu também espero ir para o céu dos animais, quando morrer. :))
    Gosto muito de si!!
    Beijinhos

    Responder
  2. Catarina Rodrigues

    Boa tarde.

    É com muita alegria que eu e a Pantera receberemos o seu livro.

    Muito obrigada e espero que continue sempre assim, só tenho a agradecer a sua excentricidade e o sorriso que me coloca quando o vejo de manhã.

    Já enviei a minha morada por e-mail.

    Catarina Rodrigues

    Responder
  3. Catarina Rodrigues

    Boa tarde.

    Fiquei super feliz…. A minha pantera também vai ficar quando vir o livro.

    Muito obrigada. Beijinhos e votos de continuação de um ótimo sucesso.

    Já enviei por e-mail a minha morada.

    Catarina Rodrigues

    Responder
  4. Carla

    Manuel
    Gostava de lhe apresentar os meus patudos, cheguei a ter 4 todos recolhidos da rua. Hoje são 2, perdi o meu Óscar a 25/12/2015, em junho fazia 16 anos, foi o meu primeiro cão. Apanhei-o da rua com 3 meses, cheio de pulgas, sujissímo, foi um principe, mais doce não pode haver. Só lhe faltava falar, todas as manhã ia à rua sozinho, quando voltava ladrava para lhe abrir o portão. Um dia desapareceu 30mn fiquei em pânico, andei louca à procura dele. Chorava enquanto o procurava, pensei nos pais quando os filhos desaparecem, na sua angustia, senti que o pudia ter perdido e a culpa seria minha. Encontrei-o num portão de uma vizinha, a sua cadelita andava com o cio, ele claro ali estava. Zanguei-me com ele como se fosse um filho, dei-lhe carinhos de felicidade, ele era meu eu dele. Muitas x disse que ele devia sentir que era a sua mãe, pois adoptei-o em bébe. Quem não tem animais critica quem fala assim. Pois desconhece este amor incondicional que eles nutrem por nós. Era lindo, mesmo que fosse feio seria tratado de igual maneira. Hoje está onde sempre brincou no jardim da minha casa, já lá estão alguns estas perdas são dolorosas, muito…
    Perguntam-me se não adopto outro, creio que ele aparecerá sem esperar, como apareceram os meus patudos.
    Parabéns aos vencedores!!

    Abracito
    Carla

    Responder
    1. MLG

      Olá Carla
      Sei bem o que é perder animais de estimação. Há poucas semanas perdi dois em cinco dias. Fica-me o conforto de saber que comigo viverem bem e felizes. Um beijo

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *