Um homem decente

nicolau_breyner1
Conversei com o Nico muitas vezes, nos mais diversos projectos televisivos, mas nunca como naquela tarde, na Casa do Alentejo. Foi ele a escolher o local, homem livre tinha naquela casa o melhor dos pretextos para recordar o seu chão.

Por uma hora bebi-lhe as palavras, muitas mais tivesse. Recorde agora comigo!

nicolau_breyner2

nicolau_breyner3

nicolau_breyner4

nicolau_breyner5

nicolau_breyner6

5 comentários a “Um homem decente

  1. Carla

    Manuel
    Não tinha visto a entrevista, adorei.
    Fiquei muito sensibilizada com a sua perda, gostava dele. Há anos atrás propriamente 20 anos, via-o quase todos os dias, naquele tempo tinha chauffeur um senhor alto, forte, com bigode e fato. Tinha 23 anos, era timida, se fosse agora e o visse dizia-lhe, o que pensava dele. Homem de valores, sensível ao outro, um ser humano grande, morreu novo demais e sem querer. Crente mas gostava de viver nesta vida, apreciava as coisas pequenas, as coisas pequenas são grandes para os grandes de espirito.
    Passo a citar algumas palavras de Nicolau.
    Tenho pena de deixar de viver, a vida é boa.
    Além de gostar, temos que sentir que somos gostados.

    O titulo da sua autobiografia .
    Mais vale ser alegre, que triste.

    Caso cumprimente as filhas, dê-lhe um grande abraço bem apertado, esse abraço também será meu. Sei o que estão a passar, perdi como elas um pai que partiu assim…do nada.

    Nota: Gostei das suas perguntas, saiam naturalmente parecia uma conversa de amigos.

    Abraço
    Carla

    Responder
  2. Elisabete Maia Costa Prates

    Sempre admirei tudo que o Nicolau fazia!!!!!
    Poucos seriam capazes de ter a sua versatilidade.
    Todas as palavras são poucas para elogiar e homenagear este grande HOMEM.
    Assim sendo digo do fundo do meu coração PAZ À SUA ALMA E QUE DESCANSE EM PAZ

    Responder
  3. Carla Fernandes

    Olá muito boa noite Manuel Luís Goucha queria só dizer, que adorei esta entrevista maravilhosa, dois Seres Humanos simplesmente MARAVILHOSOS.. Com certeza de uma tristeza enorme porque cresci a ver este Grande Senhor na Televisão. Vai ficar guardado para sempre na memória e no coração de todos nós. Um até Sempre Senhor Nicolau Breyner Um abraço para o Manuel Luís Goucha
    Carla Fernandes

    Responder
  4. Alice Lopes

    Hoje percebi que gostava mais do Nico do que imaginava. Doeu a sua partida.
    Cresci a ver os programas dele, do Herman, do Júlio Isidro…e os seus.
    Qualquer um destes nomes é sinónimo de BOM.
    Todos vós me deram algo. Obrigada.
    E não consigo escrever mais.
    E sou feliz por isso.

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *