Um almoço entre amigos

E ao terceiro dia finalmente juntámo-nos num almoço daqueles onde se celebra a amizade: nós, a família Caetano e Vasco Lopes, o veterinário dos nossos cavalos. O Salão Internacional do Cavalo trouxe-nos a Frankfurt para apoiar a única portuguesa em competição, Maria Moura Caetano. O nível é elevadíssimo e a nossa Maria ficou entre os melhores. Hoje é dia de a vermos no Grand Prix kur ao lado dos maiores nomes da dressage, como Isabell Verth e Dorothee Schneider. Aproveitei estes dias para passear numa cidade que desconhecia e me agradou, sabia-a palco do maior evento mundial do mercado editorial, a célebre Feira  internacional do Livro, que anualmente se realiza em Outubro (José Saramago estava na Feira quando soube do seu Nobel, ao oitavo dia desse mês de 1998) e pouco mais, por isso foi bom descobri-la no melhor da sua oferta cultural, museus e ópera (gloriosa noite com “Don Carlo”, de Verdi, numa grandiosa produção), no mais antigo do seu património e no mais contemporâneo da sua arquitectura. Vista do alto a cidade mostra-se harmoniosa, casando duas realidades arquitectónicas tão díspares, pude observá-la e captá-la enquanto almoçávamos a 39 andares de altura, na banda de lá do rio. “Franzisca”, assim se chama o restaurante que vivamente aconselho, permite-nos uma visão global, de 360 graus, da cidade, ao mesmo tempo que nos sugere uma cozinha alemã inspirada nas receitas de uma tia-avó (daí o nome) de Christian Mook, fundador do grupo de restauração, com talento e apurado equilíbrio estético. Haviam-nos dito que era dos melhores restaurantes de Frankfurt, pela vista (confirmo) e pela cozinha (não duvido, apenas a qualidade do serviço destoa … ou talvez não, dado que não encontrei em restaurante algum a gentileza que encontramos em qualquer um dos nossos) mas não seria essa a nossa primeira escolha, que os há estrelados a merecer atenção, mas, coisa estranha comecei por pensar, fechados ao sábado para almoço. É que alguns ficam em hotéis como o “Sévres”, por exemplo, assim chamado pelas porcelanas de Sévres (França) que decoram todas as paredes, e, conforme me explicaram, se ao almoço de sábado habitualmente os hóspedes dos hotéis optam por sugestões mais descontraídas e rápidas, fora da unidade, por outro não é dia de se fazerem negócios à mesa, sendo que ao domingo é diferente pelas reuniões em família. Faz sentido, sim senhor e em boa hora se optou pelo “Franzisca”. Também em Portugal há muito que deixámos de olhar para os restaurantes dos hotéis (dos melhores, claro) com desconfiança, como se praticassem uma cozinha desinspirada, e algum pudor, como se apenas estivessem reservados a quem neles se hospedasse. Em Lisboa, Porto e muitas outras cidades encontramos unidades hoteleiras onde um almoço ou jantar acaba por se revelar experiência gastronómica de gabarito. Só em Lisboa, para vos dar um ou dois exemplos, sou fã do restaurante do hotel Ritz, e dos restaurantes do Hotel Tivoli (se bem que no “Cervejaria” coma sempre o mesmo, já que o seu tártaro é de babar!).

Dali mesmo só para o Mercado de Natal, hoje sem chuva, apinhado de gente. Portugueses encontrei pelo menos uma dúzia, simpáticos, sorridentes, beijoca para aqui, abraço para acolá, vieram ter com a família (filhos a trabalhar por cá), todos agarrados ao vinho quente cheiroso de especiarias, e eu também… que a vinhaça até pode nem ser de grande qualidade mas faz parte da quadra. E aquece… se bem que já ia de alma aquecida pela conversa, pelas gargalhadas num almoço entre amigos. Os meus amigos.

 

www.mook-group.de

5 comentários a “Um almoço entre amigos

  1. Maria Silva

    Parabéns pela maravilhosa publicação.
    Quero pedir que continue sempre igual. Se o você na TVI acabar, é um grande desgosto para muitos telespectadores. Não me conformo que a elegante, doce e sóbria Maria nos va deixar. A TVI não valoriza a elegância e saber estar. Bom Natal para os dous e Rui. OBRIGADA Manuel Luís por tudo o que tem publicado.

    Responder
  2. Otilia Ferreira de Matos

    Mais uma vez adorei ler o que publicou. O Manuel Luis, escreve e, descreve muito bem. Parabéns.
    Festas felizes para os dois. Desejo ainda, que o 2020, vos continue a bafejar e a sorrir.
    Abraço amigo aos dois.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *