Arquivo de etiquetas: férias

Na casa da Ópera

Se me perguntassem qual é o meu maior luxo não hesitaria na resposta: sentar-me, volta e meia, no “Alla Scala” de Milão. Gosto de ópera, de bailado, de música clássica … é a Arte que me leva a viajar. Frequento […]

Ler mais

Mais perto do céu!

A primeira vez que a vi fiquei que nem basbaque. Não estava a contar com ela, mal saído das galerias Vittorio Emanuele, que quando visito uma cidade gosto de andar um pouco à deriva, e muito menos que tivesse aquela […]

Ler mais

Uma boa ideia!

Que eles são necessários já sabemos, neste caso, para a recolha de todo o vidro não utilizado para mais tarde ser reciclado, mas que os vidrões são inestéticos, são, sobretudo pela sua enormeza. Não há volta a dar-lhes, dir-me-á, que […]

Ler mais

Domingo no Monte

Algumas nuvens não davam para ameaçar a tarefa. Havia que cuidar dos canteiros, queimados do frio e das geadas. Flores nem vê-las, que ainda não é o tempo delas, resistem os oliandros e algumas ervas de bom cheiro. Foi dia […]

Ler mais

Com Rodin

A primeira vez que estive junto às obras de Rodin foi, curiosamente, em Viena e por mero acaso. Caminhando sem destino pelo centro histórico, dei de caras com uma exposição retrospectiva das mais importantes obras do escultor. Foi uma emoção, […]

Ler mais

Postal de Paris

Sempre que vou a Paris penso não fotografar, já que tantas vezes o fiz, mas depois não resisto. É como o que sinto: já lá fui mais de sessenta vezes mas o arrebatamento é sempre como se fosse a primeira.

Ler mais

Postal de Bordéus

Praça da Bolsa Onde estou costuma haver um espelho de água que reflecte toda a Praça. Catedral de Bordéus Porta medieval, a principal da cidade de então. Arte urbana junto ao Grande Teatro Pormenor do monumento aos girondinos, um dos […]

Ler mais

Nos domínios da família Rotschild

Falar de “Chateau Mouton Rotschild” é falar de um dos melhores vinhos do Mundo. Visitar as caves, a uma hora de Bordéus, é entrar num mundo feito de paixão, de saber e de audácia, marcado pelas personalidades de Philippine de […]

Ler mais

Na “casa” de Bernard Magrez

Bernard Magrez, de oitenta e dois anos, tem a quarta maior fortuna de França. Senhor de quarenta propriedades vinícolas, tem nos últimos quarenta anos dedicado a sua vida a elevar os seus vinhos ao patamar da mais celebrada excelência. O […]

Ler mais

Caverna de tesouros

Museu e olaria são duas palavras que despertam sempre a minha atenção, por isso mal cheguei a Saint-Emilion percebi que não poderia deixar de ver o seu museu. Estava longe era de imaginar que todo ele está instalado no interior […]

Ler mais