SALZBURGO

DSC00068Por certo reconhece este local, nem que para isso eu lhe dê uma ajudinha. É que o filme já foi visto e revisto inúmeras vezes, quanto mais não seja por alturas da quadra natalina. Se não vejamos: uma baronesa “não me toques”, de olho num capitão bem parecido, há muito que com escritos no coração e uma data de filhos ao cuidado de uma noviça bem cantante. Pois é, aquela era a casa dos “Von Trapp”, no filme ‘Música no Coração’. Altaneiro, o castelo domina a idílica paisagem, numa Salzburgo arrebatadora, e isso percebi logo à primeira, quando andava por perto, desbravando a vizinha Baviera, e ali dei uma saltada para saborear um café no “Demel”.

fotografia-400Estávamos em Agosto, numa cidade alvoraçada pela música, ou não fosse o seu festival o mais importante do Mundo. A partir das seis é vê-los, eles de “smoking” e “papillon”, elas de vestidos longos, misturando-se com a descontração de quem apenas veraneia, a caminho do palácio de todas as óperas. Um ano depois, eu era um deles, também aprumado no trajo, entre melómanos de todas as partes, para viver noites de génio, exultando com “Don Giovanni” e “Cosi fan tutte”, que a cidade é de Mozart, mais ainda naquele mês.

fotografia-396Voltaria a Salzburgo nesse mesmo ano (vejam só como “caí de quatro” pela cidade!) e com todas as delongas, para um Natal memorável. Pelo aconchego do vinho quente perfumado de especiarias, que se bebe nas praças, pelos fins de tarde no “Tomaselli”, outros dos seus cafés celebrados, desde 1705, pela missa do galo na Catedral, coroada de cânticos e repiques, pelo jantar de aniversário, que isto de fazer anos a 25 de Dezembro não lembra só ao Menino Jesus, e logo num restaurante baptizado de “Carpe Diem”, que esse é mesmo o meu jeito de viver, intensamente, como se cada momento fosse o último.

DSC00015DSC00059Perfeito teria sido se a neve não se tivesse feito rogada. Tampouco fotografei um ramo de “edelweiss”… Pensando bem, ora aqui estão dois bons motivos, como se porventura fossem necessários, para repetir a dose.

“CARPE DIEM”

fotografia-397Dizem-me que continua a ser um restaurante “gourmet” e que, por isso, vale a pena bisar o menu dos cones. Passo a explicar: trata-se de um menu de degustação em que todas as receitas se apresentam em cone. Da sopa, servida em cone de vidro, à sobremesa, em cone de bolacha baunilha, passando por peixes e carnes, sempre acomodados do mesmo jeito, só que que os ditos são, nos entretantos, feitos de pão, farinha de arroz e o mais que a imaginação e o talento ditarem.

fotografia-399fotografia-398

Carpe Diem

Getreidegasse, 50
Salzburgo
Telefone 43 662 84 800

http://www.carpediemfinestfingerfood.com/de

14 comentários a “SALZBURGO

  1. Milú (Maria de Lourdes) Cordeiro César

    Manuel Luís Goucha:
    Independentemente de ter uma opinião muito própria (naturalmente bastante abonatória) da sua pessoa, gostaria de lhe dizer que nada há como ter a possibilidade de viajar e conhecer o mundo, porque isso faz parte essencial da cultura geral de todo o ser. Desta maneira temos a possibilidade de aliar o conhecimento a maior parte das vezes adquirido através de livros, imagens (televisivas) e fotos, à realidade, o que nos fornece uma opinião mais credível e concreta. Lamento bastante que infelizmente as Pessoas que têm essa possibilidade, sejam um minoria, mas também o devemos às nossas escolhas ….
    Bem-haja sempre por existir e partilhar os seus vastos conhecimentos com um povo infelizmente ainda algo ignorante. O MELHOR DO MUNDO PARA SI, SEUS FAMILAIRES E SUA VIDA PROFISSIONAL.

    Responder
  2. Dyna Costa

    Ola Manuel Luís é sempre bom partilhar alguns dos seus conhecimentos é tudo tão bonito, real, e tão perfeito, é sempre bom conhecer sítios e costumes diferentes, se eu pudesse também o faria, um grande Bem haja para si e bom fim de semana, beijinhos… adorei mesmo tudo.

    Responder
  3. Sara Geraldes

    O Manuel Luís fez-me recordar um lindo dia,o dia do meu casamento em 8 de Setembro de 1968 foi a primeira vez que vi música no coração,depois já vi o filme muitas vezes.Como é bom recordar!

    Responder
  4. marina

    Conheci a cidade em fevereiro de 2004,depois de passar por Viena.Estava coberta de um manto branco já,mas nevava muito.visitei os locais de culto e como amante de ópera tb gostava de regressar em agosto…Salzburgo marcou-me pela sua classe, beleza e acolhimento, nas margens do rio Inns tirámos uma foto q ainda guardamos em lugar central na nossa sala…viajar é mesmo assim…

    Responder
  5. fatima ferreira

    Ola Manuel Luis Goucha… adoro essa cidade, ainda no ano passado tive la 15 dias…
    Essa cidade e cheia de história.
    beijos da sua fã

    Responder
  6. Maria Chaves

    O primeiro filme, chamava-se “A Família Trapp” era americano, data de 1958 e a actriz principal, portanto, que interpretava o papel da baronesa Von Trapp era a Ruth Leuwerik. Eu tinha o nome “debaixo da língua”, mas não conseguia recordá-lo…..

    Responder
  7. Maria Chaves

    Já cantei algumas árias de Mozart e toquei uma sonata dele, mas infelizmente, nunca fui a Salzburgo, que é Lindíssimo e onde, segundo dizem se “respira” uma atmosfera Mozartiana…..Adorava lá ir, inclusivamente a um dos festivais…..Nunca tinha ouvido falar no restaurante “Carpe Diem”, que deve ser Muito Agradável e original. Muito Obrigada por nos transmitir os seus conhecimentos sobre todas as suas viagens e experiências. Bem precisamos de tentar conhecer novos horizontes, que nos permitam sair “deste buraco” em que os políticos querem transformar o nosso belo país…..Claro que vi o filme “Música no Coração”, várias vezes e deliciei-me com as aventuras (reais) dos Von Trapp e até tenho o disco, ainda em vinil, que foi feito na altura da 2ª versão da história. Por acaso, até cheguei a ver o 1º filme, com uma actriz de cujo nome não me recordo agora ( mas que vou procurar a seguir no “Google”) E também li o livro que a baronesa Von Trapp escreveu, que achei muito interessante, porque, para mim, os livros são quase sempre mais interessantes do que os filmes que se fazem a partir deles.

    Responder
  8. soledade pires

    Ola Manuel e tão bom partilhar conosco os seus conhecimentos e tudo tão bom partilhar, tão perfeito, como e bom podermos conhecer sítios e costumes diferentes, um grande Bem haja para sim e bom fim de semana, beijinhos adorei tudo.

    Responder
  9. Mª Luisa Amores

    Maravilhoso! Fico grata pela partilha das suas viagens., um pouco de si.
    Deve ser lindo Salzburgo, já se percebia a beleza dessa cidade no filme “Música no coração” (um dos meus preferidos). Pena não ter fotografado a famosa planta edelvais, a flor do amor, conforme reza a lenda, nascida das lágrimas de uma virgem….
    Isso, viva a vida intensamente, como cada momento fosse único….Como o Manuel è único….Obrigada Manuel

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *