Nas asas da TAP

tap1 tap2 tap3

Gosto de viajar na TAP, sentindo-a ainda como nossa, por isso só em último caso escolho outra companhia de bandeira. Desta vez foi para Milão e se a segurança da companhia é sempre o primeiro factor a ter em conta, a simpatia e eficiência da tripulação ganha igualmente papel de decisiva importância. Volta e meia sou convidado a levantar ou aterrar no cockpit, por gentileza de quem vai aos comandos. Confesso que, por vezes, recuso delicadamente, por não ter pachorra para me levantar do lugar e ir vivenciar o que já experimentei, mas da última o convite trazia o aliciante de sobrevoar o Monte Branco, já próximo da descida para Milão. As vistas eram, realmente, de cortar a respiração, e ainda por cima o comandante era José Maria Sá Chaves, filho de Carolina Tavares, a artista, e fez questão de lembrar que já havia estado comigo em alguns programas de televisão, acompanhando a mãe. Já antes me havia saudado e agradavelmente trocámos dois dedos de conversa, o suficiente para perceber que voa por vocação e paixão e que se sente orgulhoso de fazer parte dos quadros da companhia aérea. Até dá gosto ouvir um profissional assim feliz! O mesmo posso dizer de quem nos atendeu ao logo do voo. Curiosamente, uma das assistentes de bordo, também é sobrinha de uma amiga, Luísa Castel-Branco (é o que eu digo: o mundo é um pátio!) e com ela ri a bom rir. São muitas as estórias que a tripulação pode contar, dariam para muitos livros, se bem que penso existir um mural privado no facebook com o anedotário de bordo, e Joana não se fez rogada perante a minha indisfarçável curiosidade:

Esta tem a ver com o facto dos passageiros brasileiros terem,muitas vezes, dificuldade em entender o nosso português, ainda que falemos a mesma língua. Na hora da refeição há que perguntar: “deseja carne ou peixe?” E a resposta fez-se ouvir com estranheza: “Oí?!!! Que é isso de carnópes?!!

A próxima passou-se com um simpático passageiro angolano, na altura de se servir café ou chá:

“O chá é de quê? – perguntou o passageiro

É preto! – respondeu a assistente de bordo

Eu sei, mas o chá é de quê?” – teimou o passageiro.

Mas das três que me contaram a última é a melhor, passou-se com uma passageira, já com o avião na manga:

“Sabe se o meu marido já saiu? – perguntou ansiosa a passageira.

-Minha senhora, eu não sei quem é o seu marido! Veja na cabina se ele ainda está! – respondeu a assistente de bordo.

-Não está não, o meu marido vem no porão!

-No porão?! (sobressaltou-se a assistente)

-Sim, no caixão!” – concluiu a já lacrimosa passageira.

Na viagem de regresso uma nova tripulação mostrou idêntica simpatia. A divertida chefe de cabina lembrou que já me havia levado para Nova Iorque num dia de Natal, celebrado a bordo com bolo de aniversário e foto. Não poderíamos deixar hoje de tirar uma outra, quanto mais não seja para a Elsa e eu, os repetentes, vermos as diferenças.

tap4 tap5 tap6

9 comentários a “Nas asas da TAP

  1. maria de lurdes

    Boa tarde S.Goucha leio todos as suas publicações sobre as suas viagens como não tenho dinheiro para isso, fico com as lindas imagens e os bons textos. Obrigada por eu ter a oportunidade de conhecer tantas coisas lindas!!!!

    Responder
  2. Olivia bento

    Caro Manuel Luis,
    Apesar de não comentar tudo o que o MLG publica, leio quase tudo.
    Hoje tenho de comentar porque a TAP é a minha companhia preferida para as minhas visitas a Portugal para visitar a minha querida mãe. Como tenho fobia de andar de avião, cada viagem é uma luta para mim. Sempre fui muito acarinhada pela tripulação, sendo algumas vezes cumprimentada pelo comandante.
    Desejo-lhe uma ótima semana e mais viagens no futuro …mais histórias para contar…
    Beijinho

    Responder
  3. Sandra constantino

    Bom dia Manuel,
    Realmente fotografias de cortar a respiraçao e eu tambem tenho muito orgulho da nossa empresa de aviaçao….sempre que posso viajar, escolho sempre a TAP….
    Parabèns a todos da empresa….
    Bem haja
    Sandra ( inglaterra).
    Bjs

    Responder
  4. Licinia Bernardo

    Lindos ,parabéns Manuel Luís e Rui…..,de regresso a casa ,deixaram a linda Itália para trás, mas vocês são nossos ,Portugal, já tem saudades do manuel luis e a sua sempre boa disposição….boa semana ,para todos .bjs

    Responder
  5. Maria Jose Colaço

    Bom dia Manuel.
    O que é bom termina rapido.
    Obrigado por partilhar connosco , viajo sempre na tap são maravilhosos.
    Boa semana de trabalho , de Paris beijinho.

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *