Jemaa El Fna

Esta praça tem feitiço, só pode! É difícil dizer o que vai ali, tanto é em cor e vibração. E começa logo pela manhã com os vendedores de sumo de laranja, de frutos secos e especiarias, os encantadores de serpentes e os aguadeiros, para continuar dia fora num frenesim aparentemente caótico. Em caindo a noite, já se ergueram as tendas dos comes e, na praça, juntam-se contadores de histórias, dançarinos, cuspidores de fogo, tira-dentes, curandeiros, astrólogos e outros charlatães, e tudo o mais que possa imaginar, e estimule o mercadejo, num delírio que avassala e não apetece largar. É então que à praça acorrem os da cidade e das redondezas e mais ainda os turistas, aos magotes, e a noite triunfa em luz, cor, batuques e olores.

Este é o coração vibrante de Marrakech, lugar de sortilégios e encantações. Das mil e uma noites. Património Imaterial da Humanidade, por decisão da Unesco, desde 2001. E que, em breve, vai conhecer como cenário de um dos programas Masterchef.

fotografia1 fotografia2 fotografia3

fotografia4fotografia5

fotografia6fotografia7fotografia8 fotografia9fotografia10fotografia11fotografia12

2 comentários a “Jemaa El Fna

  1. Pingback: De Marraquexe a Bragança | ░ Cabaré do Goucha ░

  2. angela_rebelo84@hotmail.com

    Já tive o privilégio de estar nessa maravilhosa praça e fiquei rendida ao seu encanto.
    Visitei a praça em diferentes horas do dia mas a verdadeira magia vem com o chegar da noite, em que tudo é feito de cor, aromas intensos e acima de tudo alegria. O nome da praça Jemaa El Fna significa “Assembleia dos Mortos”, mas na verdade aquela praça significa vida, muita vida e alegria de viver.
    Estou curiosa para ver o programa que lá foi gravado.
    Parabéns Manuel Luis Goucha, por aquilo que é e por aquilo nos ensina.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *