Já conheci o Pai Natal!

mlg_cf_pai natal7

Em catraio escrevia a carta era ao Menino Jesus, garantindo-lhe o meu bom comportamento ao longo do ano, para assim ser merecedor de prenda no sapatinho. Outros tempos! E já me contentava com livros e jogos, como o do “Sabichão”, e era feliz com uma simples mascarilha do Zorro, logo me imaginando em arriscadas aventuras de capa e espadachim. Não me lembro de como o Pai Natal entrou na minha história, tenho uma vaga ideia de achar que era uma espécie de tarefeiro, às ordens do Menino, para a distribuição dos presentes, que era impossível que o pobre Jesus, acabado de nascer, desse conta do recado. Mas a verdade é que o velho de barbas brancas foi ganhando espaço e acabou por roubar a cena.

Até eu passei a alimentar o sonho de o conhecer, numa noite de Natal, na sua aldeia lapónica e todos os anos digo que é desta, acabando depois por não o ser, por isto ou aquilo. A imagem que espero lá encontrar é a de um homem anafado, de longas e imaculadas barbas, riso escancarado, bem ataviado, de vermelho, cor da ”coca-cola”, é certo, que é asabida a história de como a marca tem a ver com a vestimenta, mas também cor da vida, da felicidade e do luxo, em nada semelhante com esses outros, pífios, que em chegando o Natal aparecem, que nem cogumelos, em tudo o que é centro comercial, a fazerem de conta que o são, magricelas, de barbas postiças e fatiota em feltro manhoso.

Isto pensava eu até à semana passada, que foi quando recebemos no programa, Severino, o Pai Natal. Já o é há muito e gosta de ser, pela alegria que dá às crianças e pelo que escuta delas. Por sentir que nesta quadra a sua vida ganha outro encantamento, outro norte. Pela primeira vez vi um Pai Natal com o olhar da criança que ainda mora no meu coração. E gostei do transbordante vermelho da sua fatiota, dos seus luxentos adereços, do sorriso, que até ajudámos a conquistar, e da sábia ternura e lucidez com que tempera as suas palavras. Agora que conheci Severino, Pai Natal, já não sei se quero ir à Lapónia. Outros passos marcados na alma, hei-de-saber dar.

mlg_cf_pai natal3mlg_cf_pai natalmlg_cf_pai natal2mlg_cf_pai natal8mlg_cf_pai natal5

8 comentários a “Já conheci o Pai Natal!

  1. João Marçal

    Boa Noite….
    Em Primeiro Lugar quero desde já dar-lhe os parabéns pela Pessoa fantástica que é merece todo o meu maior respeito e admiração;
    De entre muitas pessoas que admiro e adoro na Televisão o Manuel Luís Goucha, a Teresa Guilherme são os 2 Melhores apresentadores na respectiva áreas que admiro e aprendo todos os Dias a gostar cada vez mais.
    Sou um Jovem de 21 Anos a quem a Televisão me prende muito, mais propriamente a TVI, pois nesta estação estão os melhores do Mundo (Manuel Luís Goucha, Teresa Guilherme e Cristina Ferreira).
    Adoro vos e quem sabe um dia gostaria imenso de vos conhecer pessoalmente.

    Responder
  2. Isaura Bandeira

    Neste dia de Natal, nasceu um menino que hoje faz “59” anos.
    Parabéns, resto de um dia muito feliz.
    E para o ano fará……………….”59″………….

    Responder
  3. Teresa Margalha

    PARABÉNS Manuel Luís pelo seu aniversário
    Foi um lindo dia para nascer e de certeza que a Sra sua mãe ficou felicíssima. Também eu faço hoje 52 de casamento e a mãe 8 anos que faleceu.
    A vida é um misto de emoções.
    Feliz Natal para si e todos aqueles que lhe são queridos.

    Responder
  4. Paulinha Velez

    MLG,
    Bom dia,,Feliz Natal e Feliz Aniversário…..
    Obrigado mais uma vez por este magnifico texto …lindo e é este dia para mim é o mais nostálgico do ano…também na minha infãncia era o Menino Jesus…e as prendinhas do dia 25,a sono vencia sempre ao fim de milhares de voltas na cama a imaginava com seria o Menino Jesus tão pequenino a descer pela chaminé…mas o que mais me encantava era uma tradição que a minha Tia (fui criada com ela e com o meu pai) forrava o fogão da cozinha com papel de fantasia( que há 40 anos era muito dificil de comprar) e eu achava aquilo o máximo …pois a nossa chaminé era por cima do fogão da cozinha,,,,ficava lindo o fogão todo embrulhadinho,,,e depois lá colocava o sapatinho…ou seja todos os sapatinhos que tinha,,,,era uma felicidade logo de madrugada tudo a dormir e tchnannn….prendinhas em cima do fogão …magia…que só terminava quando a minha tia tinha de fazer o tal perú no forno e tirava o lindo papel ,dobradinho lá ía eu o colocar numa gavetinha,,,mas sempre com a lágrimita…Feliz Natal MLG <3

    Responder
  5. sofia faustino

    Tb tive prazer de o conhecer pessoalmente no dia 3 de dezembro no centro comercial colombo . . . E eu que ja nao acreditava no pai natal e este SENHOR E GRANDE SENHOR FEZ-ME ACREDITAR DE NOVO . . . BEM HAJA AMIGUINHO FOI UM PRAZER CONHECE-LO E SIM VOÇE É O MEU PAI NATAL E EU PEÇO AO MENINO JESUS QUE LHE CONCEDA COM A RAPIDEZ DE UM RELÂMPAGO A CURA DO SEU NETINHO PK FOI O SEU PEDIDO DE NATAL . . . UM BEIJINHO QUERIDO PAI NATAL ♡

    Responder
  6. Isabel Santos

    Na minha infância era ao Menino Jesus a quem eu, todas as manhãs do dia de Natal, olhando para o cimo da chaminé, agradecia os presentes, uma boneca de trapo, que a D Adelina uma vizinha velhinha me fazia todos os anos, um livrinho e uns lápis de cor.
    E eu era tão FELIZ

    Mas tem razão, a haver Pai Natal , terá o olhar doce e traquina do da foto

    OH OH OH FELIZ NATAL
    BJS

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *