História de uma canadiana

“Canadiana”, assim aprendi a chamar a este casacão de fazenda e capuz, desde que aos nove tive a minha primeira, trazida de Espanha pelo meu padrasto. Era preta, mas tinha um estonteante forro de pêlo rubro, por isso a usava sempre aberta, mesmo que fizesse um taró daqueles. O que eu queria mesmo era tê-la usado do avesso.

Compreendo agora porque tanto gosto desta que já tem uns bons anos (igualmente de uma marca espanhola: Carolina Herrera. Curioso!) e a repita em chegando o Inverno e particularmente Dezembro. Pelos vistos, a dar conta pelas fotografias que ainda resistem, com ela me tenho passeado por alguns Natais. Confesso que ando há um tempo a querer uma em branco. Deixarei de um ser “Pai Natal” para virar um “boneco de neve”.

1Natal de 2008 em São Petersburgo

2

Natal de 2011 no Mónaco e Côte d´Azur

3

4

 

Dezembro 2014 no Chiado

11 comentários a “História de uma canadiana

  1. maria joao

    Tambem tive uma “canadiana” mas em segunda no dia em que fiz 8 anos, eu toda feliz!!! pois a “canadiana ” estava nova e eu toda vaidosa… e que quentinha que era.
    A “canadiana” e uma peca que nunca sai de moda, fica bem a pequenos e graudos :)

    Responder
  2. Elsa Soto Assis

    Boa tarde, tambem eu tive a minha primeira canadiana aos 8 anos, comprada pela minha avó por sinal em Coimbra e era castanha. A partir dai no Natal, la ia com a minha mãe comprar uma nova, caso a ultima ja estivesse apertada, numa casa situada na baixa de Lisboa que por sinal, na altura era só quem as vendia, azuis escuras com o forro em chadrez azul e vermelho tal como as inglesas, lindas de morrer. Adoro a sua, e tive sempre muita pena que as minhas filhas nunca gostassem de as usar, mas os tempos mudam e a juventude de agora prefere ,como elas dizem, coisas mais leves.

    Responder
  3. Berta Veiga

    Já agora…um dia que não a queira podia mandar aqui para o cão azul :) .Adorava ter uma peça sua para um dia quem sabe,colocá-la num museu que abrirá em honra do melhor apresentador do mundo :)

    Responder
  4. Berta Veiga

    E eu adoro vê-lo com ela.Não sabia é que já tinha tantos anos.Mas que é uma das peças com que mais gosto de o ver,lá isso é verdade.Beijo grande com saudade

    Responder
  5. Elsa Abreu

    Ola Goucha,
    Todos os dias vejo o vosso programa daTVI, é muito muito fixe.
    Também me divirto é brava com os dois
    mas o que eu mais aprecio mesmo é a forma como se veste .
    gosto da diferença e da IRREVERENCIA .
    Em Agosto enviei umas peças da minha autoria e da minha marca para si e para a Cristina, não sei se gostaram e peço desculpa pelo atrevimento :/
    Eram peças desta marca que é minha …
    https://www.facebook.com/perolasdoindico
    http://www.perolasdoindico.com.pt/
    Bem haja

    Responder
    1. MLG

      Gostei sim senhor e quase ia jurar que falei no programa. Obrigado e peço desculpa pela indelicadeza de não ter agradecido, no caso de não ter mesmo falado nisso. Em relação aos guarda-chuvas gosto muito mas curiosamente gosto deles lisos para mim. Acho que os poderíamos mostrar na televisão. Passadas as festas vou tratar disso. Um beijo

      Responder
  6. Gertrudes Ferra

    Bom dia Manuel Luís. O senhor no seu melhor. Até “chateia” ter tao bom gosto. Sou amante de canadianas . Já tive uma não de marca mas que eu gostava muito. Preta com o forro aos quadrados em tons de creme e castanho . Infelizmente tive a infeliz ideia de pendurá-lo no estendal para apanhar ar e a senhora de cima estragou-a com lixívia. Olhe quando o senhor não a quiser mais , ofereça-me que eu não me importo nada. AhahahUps. Peço desculpa pelo meu atrevimento. Aproveito para lhe desejar um Feliz Natal a si e a todos os seus. Um grande abraço de respeito e admiração.Gertrudes

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *