Eu estava lá!…

… Naquela noite de 6 de Julho de 2001, entre a plateia aperaltada, para escutar Diana Ross, no palco do Casino da Póvoa de Varzim. Já o havia feito com Liza Minelli, no mesmo local, no antigo estádio das Antas, com Frank Sinatra, no Casino Estoril, com Shirley Bassey, no Palais des Congrés, em Paris, com Charles Aznavour, e fi-lo mais recentemente no O2 Arena, de Londres, com Barbra Streisand, tudo ídolos da minha adolescência.

O espectáculo foi correndo conforme o esperado, talvez um pouco morno pelas suas faculdades vocais e pela sua resistência em palco já não serem as mesmas de outros gloriosos tempos, o que nunca impede de me emocionar quando perto de quem admiro, ou talvez pela formalidade da plateia, espartilhada nos seus longos e faiscantes vestidos, nos seus smokings e papillons … até ao momento em que a cantora se engana na letra de um dos seus êxitos de sempre (acontece aos melhores!). Na plateia uma jovem de quinze anos que “tirava de letra” todas as canções da artista, atira-lhe a frase perdida, cantando-a, o que permite à artista retomar “o fio à meada”! É então que se dá o inesperado: Diana Ross desce do palco e, acredito que grata, dirige-se à jovem iniciando ali com ela um avassalador dueto. A sala entra em delírio! Ainda hoje vibro ao recordar o momento. A jovem mostra-se à altura do desafio, porque já dona de uma voz poderosa. Soube depois que Diana Ross lhe deixou um bilhete com ternas palavras de agradecimento e encorajamento. Já não sosseguei até final do concerto, tinha de falar com a jovem para no dia seguinte levá-la ao “Praça da Alegria”, o programa que então apresentava na RTP. Assim fiz, assim foi. Foi quando ficámos a saber quem era aquela jovem tão doce e talentosa: que se chamava Sissi, que tinha o sonho de ser artista, do mais completo, já que adorava representar, cantar e dançar, que via o seu futuro nos “musicais” e que para isso iria investir na sua formação, mesmo que tivesse de correr mundo. Não mais larguei o seu percurso, exultando com cada uma das suas conquistas: quando, ainda adolescente, vira cantora residente do Casino da Póvoa, quando foi estudar teatro para Nova Iorque, a cada contratação para os espectáculos de La Féria … ou, mais recentemente, ao vê-la de Simone no musical que celebra a própria. Sissi fez-se mulher mas sempre que a escuto vejo-a menina cheia de sonhos, de uma sensibilidade única que a voz sempre denunciará. Fica o(a) ledor(a) a saber a razão da minha eterna ternura pela Sissi Martins e do meu contentamento em sabê-la agora no elenco da nova edição de “A tua cara não me estranha”, que começámos a gravar esta semana, e que a dará a conhecer, finalmente, ao grande público, como merece. É que eu estava lá naquela noite de 2001, a noite em que nasceu uma estrela.

——————————————————————————————————————————————

Actualização: 14 de junho de 2018

Hoje, a propósito da vinda da Sissi ao Você na TV, voltei a contar esta história! Veja aqui.

 

10 comentários a “Eu estava lá!…

  1. Maria Manuela Matod

    Boa noite Manuel Luís Goucha!
    Para si é quase Bom dia!!!
    Ando para lhe escrever há anos, por diversos assuntos…
    Mas agora teve mesmo que ser: Ando desesperada á procura do meu cão que desapareceu a 22 Nov, depois de a minha companheira ter falecido com 53 anos a 30 Outubro2017 Por isso já deve imaginar de como eu me ando a sentircom ele desaparecido, em 20 dias fiquei sem os 2 seres que mais amava, apesar de ainda ter Mãe, Padrasto, irmãs, irmão, 4 sobrinhas lindas e uma família numerosa que me ama❤️
    Por isso queria-lhe perguntar para onde eu lhe posso escrever, se aqui ou em outro sítio?
    Entre outros assuntos, o principal era saber se podia falar e mostrar uma foto( folheto) do meu amor canino? Tentei mostrar um dos folhetos que ando a colar por Lisboa com o desaparecimento dele no “Wonderland” mas não consegui, até ao dia 12 Dez. Nesse dia tive que ir para Barcelos que eu sou de lá e tenho a minha família toda, da família só os tinha a eles os dois á minha companheira Ana Natalina Boletase o meu amor canino Francisco José. Deixei de trabalhar para o procurar e também porque não ando bem
    Ele já tinha sido abandonado aos 4/5 anos e estava comigo há 8 anos, por isso deve ter 13/14 anos, já é Velho e é obsecado por mim, nestes 8 anos tenho tido muitos problemas com ele porque chora sempre que vou para o trabalho, agora imagine como o bichinho não deve estar?!!! Eu nem quero pensar…
    Chamo-me Maria Manuela Matos, tenho 49 anos, sou cozinheira há 12anos e há 12 que vivo cá em Lisboa, com interregnos de 2 anos em Santarém e 1ano em ÈVORA numa comunidade terapêutica porque sou alcoólica abstinente.
    Gosto imenso de si MLG desde sempre e também gosto muito da Cristina Ferreira, continuem assim, juntos.❤️
    Desde já agradeço o que puder fazer por mim… Ou não! Grata na mesma❤️
    Muito obrigada

    Maria Manuela Carvalho Matos

    Responder
  2. Mimi Fontes

    Se me permite, só mais uma nota ( e muito importante ) os Musicais que ela participou, com o Ruben Madureira, no Carregal do Sal e em Nelas! Contracanto, Contracanto Do Outro Lado Do Mar, Aristides e As Músicas Que Os Vinhos Dão! Grandes espetáculos com encenação de António Leal! Trata-se, efetivamete, de uma grande atriz!!! Parabéns Sissi…

    Responder
  3. Elisabete Pereira

    Parabéns por ser quem é e fico muito feliz por poder voltar a ver novos programas da Tua Cara não me é Estranha que eu adoro. Foi a minha companhia na noite de passagem de ano. Continue sempre assim com essa alegria e boa disposição contagiante. Admiro-o muito
    Beijinhos de coraçao

    Responder
      1. Henrique Feist

        É isso mesmo que eu quero dizer!!! Graças a Deus que tens estado lá e que és dos poucos (mas tu sabes disso) que se lembra e deixa testemunho. Gosto-te!! Mas também já lá vão…35 anos!!!
        Beijo grande

        Responder
  4. Eduardo Barreto

    A MINHA Sissi é uma profissonal absoluta, uma mulher cheia de talento e que sobe a qualquer palco com entrega total, de uma generosidade absoluta para com o publico. Digo MINHA com ousadia desavergonhada, porque ja tive o prazer de trabalhar com a mesma, e confirmo aqui que esta actriz, cantora e bailarina foi fonte de felicidade diária na minha produção de musical TOMORROW MORNING no Casino de Lisboa. Tomara muitas que se auti-intitulam de Divas chegarem-lhe à sola dos sapatos… Parabéns, Sissi. <3 <3

    Responder
  5. Maria Júlia

    Boa noite Sr. Manuel Luís, os meus respeitosos cumprimentos. Por incrível que pareça também já posso dizer “eu estava lá”, pois acabei de ouvir esta talentosa jovem dona da uma fabulosa voz, numa actuação do musical Simone que passou hoje por Setúbal, não menosprezando de forma alguma o restante elenco, digo-lhe mais adorei tudo. Melhores cumprimentos, Maria Júlia.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *