Esquilas e guisadas

mercado1 mercado2 mercado3

 

Já é vicio isto de ir aos sábados ao Mercado de Estremoz, na sua praça maior. Desta fui à procura de chocalhos, que os há à farta, de todos os feitios e tamanhos e até têm nomes distintos, como esquilas, por exemplo, diz quem sabe. Gosto de ouvir o seu badalar, numa ou noutra ovelha, anunciando a alvorada, que é quando vão para o pasto.

 

mercado4

 

Mas foi numa guisada que os meus olhos ficaram. Fiadas de guizos presas em tira larga de ouro. Afivelava-se à cabeça da mais velha da éguada, para que as demais a seguissem.

 

mercado5 mercado6 mercado7

 

Depois são as fotos,  a fazerem parte da manhã, e as palavras de simpatia de quem é de cá e gosta de me ver.

5 comentários a “Esquilas e guisadas

  1. Maria Antónia Trindade

    Boa tarde MLG , eu e o m eu marido somos desde há 3 anos Alentejanos de coração. Adquirimos um monte em Redondo que remodelamos e mudamo-nos para cá com armas e bagagens como é uso dizer-se .
    Deixámos para trás Lisboa e o seu rebuliço e mergulhámos na calma Alentejana.
    Durante os primeiros tempos aprendemos a viver como os nativos, com muita calma sem pressas porque as coisas não são para se fazer são para se ir fazendo. Aprendemos que na hora do sol não se anda na rua que a fresca da noite se aproveita na soleira da porta tudo coisas que na cidade é impensável fazer-se.
    Como o MLG aprendemos a ir ao mercado de Estremoz ao sábado e captar todos os seus cheiros e cores, conviver com as suas gentes , aprender algum do seu vocabulário tão diferente do da cidade.
    Na primeira vez que me disseram ” a minha genrela” ( nora) eu ia rebentando a rir e com muita dificuldade consegui perceber o que significava, depois houve alguém que me disse” isso só dá é fezes o melhor é aventar” aí sim pedi para me traduzirem porque eu não era alentejana. ( isso só dá é chatices o melhor é deitar fora).
    Mas o Alentejo é como aquela marca famosa ….. primeiro estranha-se depois entranha-se.
    Um dia mostraram-me uma exploração de cabras murcianas a melhor e a maior do país logo ali na Serra das Correias em Vila Viçosa e acabámos por a comprar e agora cá estamos nós e as nossas centenas de cabrinhas que não tem esquilas nem guisadas nem chocalhos e o descanso foi-se trabalhamos de segunda a segunda sem folgas.
    Mas ao fim do dia quando voltamos a casa e á paz do nosso monte sentimos a calma e o sossego do nosso Alentejo.
    Quando nos quiser fazer uma visita teremos muito gosto em o receber contacte-me pelo meu email para eu lhe dar o meu telemóvel para o guiar até cá.
    Cá o espero em breve.
    Um beijinho
    Maria Antónia

    Responder
    1. MLG

      olá Maria Antónia
      Gostei tanto do seu comentário. Por enquanto passo os fins de semana no meu monte e as férias. Mas daqui a uns breves anos tenciono passar mais tempo. Pelo menos, estes são os planos que tenho para a Vida. Mas mesmo um fim de semana vale por quatro dias tal a quietude, mas trabalho há sempre para fazer, se bem que eu seja mais tirar fotos. Quem sabe se não nos encontramos um sábado destes em Estremoz. Um beijo

      Responder
  2. Alice Lopes

    Olá Manel.
    Aqui na minha zona as ovelhas usam campainhas em vez de chocalhos. O chocalho é para o gado bovino. A guisada para as éguas… e para os gatos 😀
    Beijo. Até quarta. <3

    Responder
  3. Dulce Carvalho

    Pois eu adoro ir aos sábados de manhã à praça da fruta, da minha cidade Caldas da Rainha.
    Onde se encontra fruta, legumes, flores, bolos secos,…. Tudo produtos bem frescos 😉
    Tem de visitar, Sr Manuel Luís Goucha
    Beijinhos

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *