Em Guimarães

foto1

Sabia que seria assim, que conheço bem as pessoas do Norte. De “coração ao pé da boca” e sorriso rasgado. Abriram-se abraços, soltaram-se beijos e as palavras correram dando conta da estima que nos têm, a mim e à Cristina (que muito disto tem a ver com a companhia que diariamente lhes fazemos, alguns estando bem longe e por ora de regresso para consoarem com os que cá ficaram) e agora também ao Rui, conquistados que foram pela sua surpreendente estreia em televisão e que a meu lado ocorreu na semana passada (isto ainda vai dar programa!).

Uma vez mais houve quem estivesse duas horas na fila, à espera do autógrafo, da foto ou por vezes apenas de um pouco de atenção. De mim têm-na toda, que nem seja por um minuto é como se fossemos sós no Mundo. Serei sempre grato a quem bem me quer, por não me querer de outro jeito. Fica o instante que a máquina imortaliza e para quantos connosco estiveram no Continente de Guimarães os nossos desejos de Boas Festas!

foto2 foto3 foto4 foto5 foto6 foto7 foto8 foto9 foto10 foto11 foto12 foto13 foto14 foto15 foto16 foto17 foto18 foto19 foto20 foto21 foto22 foto23 foto24 foto25 foto26 foto27 foto28 foto29 foto30 foto31 foto32 foto33 foto34 foto35 foto36 foto37 foto38 foto39 foto40 foto41 foto42 foto43 foto44 foto45 foto46 foto47 foto48 foto49 foto50 foto51 foto52 foto53 foto54 foto55 foto56 foto57 foto58 foto59 foto60 foto61 foto62 foto63 foto64 foto65 foto66 foto67 foto68 foto69 foto70 foto71 foto72 foto73 foto74 foto75 foto76 foto77 foto78 foto79 foto80 foto81 foto82 foto83 foto84 foto85 foto86 foto87 foto88 foto89 foto90 foto91 foto92 foto93 foto94 foto95 foto96 foto97 foto98 foto99 foto100 foto101 foto102 foto103 foto104 foto105foto106

5 comentários a “Em Guimarães

  1. Isabel Azevedo

    Foi fantastico conhece-los sao pessoas muito simpaticas e afectuosos. Obrigada Sr. Manuel Luis Goucha pelo carinho que demonstrou pelo meu avô, 20 anos após o ter entrevistado na Praça da Alegria, foi um homem que viveu para a sétima arte e morreu falando em cinema. Um Feliz Natal para os dois e continuem a ser como são.

    Beijinhos

    Isabel Azevedo

    Responder
  2. cristina

    … que sucesso … tantos sorrisos a espelhar a felicidade de vos ter por perto!

    E já agora: foram ao Largo da Oliveira, viram o Padrão da Batalha do Salado? A Domus Municipalis e aquela esplanada lindíssima a varrer aquela correnteza de casinhas apertadas umas sobre as outras de varandas e janelas coscuvilheiras?
    E porque se chama Largo da Oliveira?
    Dizem alguns livros que …
    Aposto que sabes muito mais disto do que eu! 🙂
    Beijinhos

    Responder
  3. Carla

    Manuel e Rui
    Linda reportagem, é bonito ver a cumplicidade que existe entre os 2.
    O Rui embora não conhecer como conheço o Manuel têm um sorriso natural sente-se que já está à vontade no meio do público.
    Parabéns aos 2 .

    Carla

    Responder
  4. Paulinha Velez

    Bom dia,,

    MLG,,,esta maltinha do norte é realmente um ´´estrondo´…..realmente só visto,mas nada que não mereça,tanto carinho retribuído a quem nos dá tanto todos os dia pela nossa casa dentro…nunca se canse de nós,,,,obrigado!!!!! <3

    Responder
  5. Silvana Vieira VargaCats

    Eu e a minha filha de 6 anos tivemos 1:30h na fila e só posso dizer que valeu muito a pena. Vocês os dois são fantásticos. Adoramos. Vou apenas referir o comentário da minha filha quando vocês chegaram: “mãe acho que vou desmaiar”. Ela tem 6 anos. Foi hilariante. Para a próxima também levamos uma lembrança. Uma lembrança peluda e de 4 patas. Um bebé Maine Coon. Bem haja. Um grande beijinho

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *