Do hambúrguer ao bolo de chocolate

masterchef1

Eu sabia que ninguém ficaria indiferente ao Pedro Jorge, pela sua graça natural, pelas suas respostas espertas e oportunas, pela sua genuína bondade face aos colegas, pelo seu carisma. O programa de estreia terá sido sem dúvida marcado por ele, transformando-o já num dos favoritos do público, a fazer fé em muito do que li nas redes sociais, mas ainda estamos no começo da aventura que é o MasterChef Junior, a pouco e pouco outros concorrentes destacar-se-ão pela inteligência, pela espontaneidade, pelo talento culinário. E não nos esqueçamos que esta, acima de tudo o que possa enriquecer o espectáculo televisivo, é uma competição culinária. Não foi à toa que estes dezoito concorrentes foram escolhidos, tendo ultrapassado várias selecções, neles reconhecemos capacidades para chegarem longe na competição.

masterchef2

Esta noite, por exemplo, entre outros casos, ficou claro que a Rosarinho, a jovem da Guarda, domina a técnica da pastelaria ao mesmo tempo que mostra ser metódica, organizada, cuidadosa, não cedendo à pressão em momento algum. O seu bolo de chocolate foi do melhor que qualquer um dos jurados alguma vez provou e por isso na prova de eliminação ela foi a mais pontuada.

masterchef3

masterchef4

masterchef5

masterchef6

masterchef7

O segundo programa começaria a ser gravado dois dias antes desta prova de eliminação. Reservámos sempre os fins de semana para tal, alargando-os por mais um dia, para que o rendimento escolar dos concorrentes não se viesse a ressentir com as gravações. Segundo os respectivos pais as notas foram mantidas, quando não mesmo melhoradas, independentemente das horas de gravação e das viagens de ida e volta, nalguns casos, bem extenuantes . A Maria, por exemplo, levava seis horas e meia a chegar a casa, em Alfândega da Fé, mas nunca perdeu o seu humor e brilho, semana após semana. Com ela, aliás, mantive, uma conversa hilária quando me vi obrigado a vestir jaleca e a meter ” mãos na massa”, no primeiro desafio de equipas no exterior, tal a confusão instalada na cozinha improvisada no “Nirvana Estúdios” (um espaço muito interessante, às portas da cidade, ligado à música). Fazia frio e se chovia, mas nada que esmorecesse a boa disposição dos concorrentes.

masterchef_jurados

Para ajudar à festa tanto eu como os Chefs Rui Paula e Miguel Rocha Vieira mascarámos-nos, procurando homenagear algumas vedetas do “rock and roll”. Foi o delírio da pequenada quando aparecemos naqueles preparos para lhes apresentar a prova. Pior foi depois quando escolhidas as equipas, começaram a cozinhar, tendo em vista um almoço a ser servido a sessenta e uma pessoas, de entre as quais a cantora Áurea, a sua banda, a sua equipa de trabalho e convidados. Claro que o Pedro Jorge só podia escolher o lombo de porco (chicha é com ele, como faz questão de frisar) de entre as proteínas à disposição, privilégio de vencedor, dado na prova anterior, a dos hambúrgueres, ter-nos conquistado com um de carne de porco com alheira, cogumelos e tomate seco. Já o Gonçalo, o segundo melhor na prova dos hambúrgueres, fiou com a pescada e a liderança (esperava-se) da equipa azul. Era de esperar a bagunça, por ser aquela a primeira vez que trabalhavam em equipas e com as contingências de uma cozinha improvisada e que lhes era estranha. Os Chefs estavam já a contar em ajudar, eu é que não fazia ideia que também teria de meter as “mãos na massa”. Era inevitável perante a desorientação: havia ainda que preparar acompanhamentos (cuscuz legumes para a carne, açorda para o peixe) e as sobremesas: torta de laranja, na equipa vermelha, farófias, na equipa azul. E é nesse “corre-corre”, entre uma e outra bancadas, que a dado momento me vejo à conversa com a Maria, falando de trapos e acessórios. Dizia ela gostar muito dos laços que tenho usado e que fazia questão de desenhar um para mim, ela que tem paixão pela moda. O seu sonho é ser criadora de moda. A ver vamos se com o correr do programa, não muda de objectivos (fixe o que lhe digo!). Mal eu sabia que semanas depois estaria ela a mover uma quase “cruzada” contra o facto de eu usar jeans. Não houve dia que não dissesse e tê-lo-á mesmo gravado em depoimento, que um “senhor como o tio Goucha não pode usar jeans”.

Muito do que se passou em gravações por certo não será emitido. Já lho disse em edições anteriores mas vem a propósito repeti-lo: as quinze horas (repartidas por três dias) que leva a gravar cada programa, são condensadas em hora e meia, o tempo de cada episódio. Imagine só o que fica por mostrar. Por isso, a edição é tão importante e decisiva num programa como o MasterChef, seja ele de miúdos ou de graúdos. Doze editores tem por função cozinhar cada programa a partir das imagens gravadas. E assim se constrói toda uma narrativa televisiva a partir do quanto se passou na cozinha do MasterChef e nas provas de exteriores. Fascinante, sem dúvida!

Por isso também quero nestes textos desfiar momentos que fixei na altura e que porventura não passaram no produto acabado e servido.

Quanto às gulodices do desafio de equipas a torta de laranja mostrou-se ao mais alto nível, untuosa e suculenta. O mesmo não podemos dizer das farófias, logo farófias de que gosto tanto, por demérito do creme de gemas que, por engano do capitão Gonçalo, terá levado amido a mais. Decidiram quantos provaram sobremesas e pratos de sustança dar porém a vitória à equipa azul, pela qualidade do prato do peixe e sua açorda.

Nove jovens concorrentes ficaram felizes por se saberem na terceira semana de competição, outros tantos inconsoláveis por acharem que mereciam ter ganhado o desafio (ainda por cima com uma torta de truz!). Bem que a Áurea cantou para eles, mas as lágrimas levaram a melhor.

masterchef8

masterchef9

masterchef10

masterchef11

Enxugado o desânimo, no dia seguinte era como se nada tivesse acontecido. É impressionante a capacidade de regeneração destes miúdos. Ao serem brindados na cozinha do MasterChef com uma chuva de gomas, em jeito de celebração pelo primeiro desafio de equipas superado com brio, entregaram-se de imediato à brincadeira e logo o estúdio virou um campo de batalha. Fomos bombardeados com gomas, nós os jurados, como se fossemos todos da mesma idade. E pensar eu, impenitente guloso, que o que eles quereriam era apanhá-las e comê-las.

masterchef_hambuguer

masterchef_hambuguer2

Este segundo programa ficou igualmente marcado pela visita da Rita Neto e do Manuel Fernandes, vencedores, respectivamente, do primeiro e do segundo MasterChef Portugal. Se a Rita está trabalhar como pasteleira no belíssimo restaurante Boa nova, do Chef Rui Paula, em Leça da Palmeira o Manuel está prestes a concluir a sua formação de nove meses em cozinha e pastelaria na escola “Cordon Bleu”, em Madrid, prémio maior das edições que concluíram vitoriosos. Curioso é sabê-los arquitectos, com esta paixão comum pela cozinha, a mesma que lhes apontou novos caminhos profissionais. Quando falamos, agora, de jovens concorrentes com idades entre os oito e os doze anos, a cozinha surge como tarefa doméstica, de apoio familiar, mas também como uma aventura empolgante em que cada um procura superar-se e mostrar que sabe fazer. Vê-los no manuseio de facas e produtos, com uma destreza invejável é de deixar qualquer um embasbacado. Eu próprio tenho dificuldade em picar cebola, do jeito profissional, e sem “choraminguices”.

Dois concorrentes acabaram por sair: a Gabriela e o Francisco, os menos pontuados no cômputo geral das provas. É sempre um momento de lágrimas, percebi com o correr das gravações que mais por deixaram os amigos, que entretanto fizeram, que propriamente, por se verem fora da competição. Soube mais tarde que mantinham contacto uns com os outros, consoante as afinidades que estabeleceram, coisa fácil hoje em dia com o que de tecnológico têm ao seu dispôr.

masterchef12

masterchef13

masterchef14

masterchef15

Ainda houve tempo para cada um dos três jurados gravar imagens que já viram usadas no genérico do programa. Coube-me, lambareiro assumido, soprar polvilho de açúcar sobre uma torre de bolos, recheados de chantilly e frutos. Até com isso me diverti, a ponto de, como quem não quer a coisa, meter dedo no creme branco e lamber os beiços.

Para a semana:

masterchef16

masterchef17

masterchef18

masterchef19

Vai a ser pequena Leonor a dar nas vistas, pela afoiteza com que amanha as enguias. Foi a própria a pedi-las vivas à produção! Sara Prata, uma das mais talentosas actrizes da nova geração, aceita o desafio que lhe colocámos, tal qual fosse uma concorrente. Prepare-se ainda para uma viagem pelo país sem sair da cozinha do MasterChef. Tanto num único programa. Até lá!

masterchef20

17 comentários a “Do hambúrguer ao bolo de chocolate

  1. Maria Fernanda Almeida

    por favor cortem o cabelo ao menino que tem um cabelo enorme, é proibido andar com aquele cabelo nas cozinhas, ou então comprem tocas para proteger o cabelo. bjs

    Responder
  2. Madalena Ferreira

    Olá MLG,

    Não tinha conhecimento de que a série estava totalmente gravada!
    Pensei que estariam alguns episódios, mas nunca na totalidade. Assim, não admira que surjam comentários desagradáveis para uns e mais agradáveis para outros – certo?!
    Não quero entrar em polémica, são crianças, mas vamos ver aquilo que o realizador do programa nos quer mostrar, com intenção, ou não de a gerar.
    Claro, nós temos sempre as nossas preferências, que ao longo dos programas se vão alterando por diversas razões, mas já vimos o que não deveríamos ter visto e assim as revistas vendem, as pessoas comentam – mas não são más – porque a finalidade é essa!
    O MLG sabe que é assim – até porque tem a informação toda – nós não.

    Um abraço , até ao próximo programa que espero curtir!

    Responder
  3. ML

    Só Maria, Só Maria!
    Muito feio um júri ser tão imparcial! Tudo para influenciar a opinião do público.
    Os outros meninos também faziam viagens longas, e muitos nem tinham familiares em Lisboa como no caso da Maria. O que facilita imenso! Mas pronto, é triste. Mais uma novela à la TVI! Muito triste usarem desta forma as crianças

    Responder
  4. Linda

    Continuem com o ótimo trabalho. Sou fã do Masterchef e em particular o Júnior que me choca no bom sentido, perante tanto talento jovem. Prende-me sempre ao televisor! :)

    Um grande beijinho

    Responder
  5. MLG

    Muito obrigado pelos vossos comentários em relação ao segundo programa MasterChef Junior. Toda a série está gravada por isso nada pode ser emendado ou melhorado. Preparem-se para muitas surpresas e o programa acabará por resolver muitas questões que neste inicio parecem pendentes. Continuarei todos os domingos à espera dos vossos comentários.

    Responder
  6. Madalena Ferreira

    Olá MLG,

    Vi o programa e sou fã!

    Acho até que vamos ter muitas surpresas?!
    Mais do que o jeito para a cozinha, alguns já nos deram algumas lições de vida. Já chorei e ri, os pequenos chefs são mesmo fixes!!!!!!!
    Não quero comentar situações que já foram comentadas, mas os cabelos de alguns, precisam de ser arrumadinhos para não caírem para os olhos – afinal estão numa cozinha e lidam com alimentos.
    Gosto de todos, mas o Pedro Jorge tem a minha simpatia!

    Até domingo para mais um programa,

    Responder
  7. Matia Isabel Fonseca

    Adorável completamente Adorável. Completamente presa ao ecran Manuel Luís um anfitrião sem igual, a ternura com os concorrentes é uma doçura vem mesmo do coração. É bem visível. Um grande Abraço.
    Isabel Fonseca

    Responder
  8. odete fernandes

    Alguém que ensine ao menino Gonçalo o que é humildade , ou então ele que aprenda com os colegas do concurso , ganhou a prova ? Sim, mas não foi graças a ele mas sim da sua equipa .
    Foi muito feia a sua atitude de ontem.
    E VIVA O PEDRO JORGE!
    vou aprender muito com estes meninos, como é que eles já sabem tanta coisa ?

    Responder
  9. Paulinha Velez

    MLG,,
    Já sabia que ia gostar do programa,mas nunca pensei que ficasse completamente presa ao ecran desde o primeiro minuto.
    O MLG surpreendeu me só numa coisa o seu jeito para os miúdos,,a tratar a maltinha pequena sem gu gu dá dá,,, de igual e a numa ajuda permanente tanto fisica como psicológica,,,parabéns mesmo,pois o dominar uma camera de tv para si é canja,,agora maltinha pequena é só para as boas pessoas e o MLG é de facto uma boa pessoa.
    Quanto ao elenco,,,deste show ,,,claro que o Pedro Jorge é único de genuino e engraçado…mas temos ali vários artistas a Maria é divina num programa como este,tem ali para dar e vender…e até um Gonçalo que de tão inteligente já perceber que tem de haver um vilão em qualquer boa história….e depois há verdadeiros chefs sem duvida nenhuma, aquele bolo de chocolate da Rosarinho fez agua na boca a Portugal inteiro e arredores….
    Só um reparo,,,aquela chuva de Gomas foi um atentado á inveja da Gomittas <3….lindo visualmente..lindo!!!!!
    um abraço para si
    e ….saudadesssss <3
    Para

    Responder
  10. Alexandra Oliveira

    Adoro o vosso programa.
    No entanto, gostaria de vos fazer um pedido : Por favor parem com aquela música de fundo… É insuportável e às vezes nem se consegue ouvir as pessoas a falar…
    E por favor ponham uma fita, um totó, um gancho… Qualquer coisita a segurar o cabelo àquele rapaz…
    O Gonçalo, o grande mestre culinário e excelente capitão…
    Obrigada

    Responder
  11. Maria Lemos

    Mais uma vez o programa foi sensacional.Dedicação, determinação, força de vontade e empenho para fazer sempre melhor,mas o q mais adorei ver ,foi o menino assumir q o erro foi dele independentemente de ter sido induzido a faze-lo e também o modo como Manuel Luis se dirigiu ao mesmo.A vida poderia ser um pouquinho melhor se tivesse mais gente que soubesse a importância do erro, porque a medida do nosso sucesso está em grande parte em assumir nossas falhas. Errar é humano. E mais do que isso. É, mesmo, necessário. É, realmente, impossível triunfar sem erros. Digo-o, assim, sem exageros. Parabéns a todos

    Responder
    1. Carla Mendes

      Boa noite
      Concordo plenamente, para mim foi o ponto alto do programa, menino esse que deu uma grande lição a muitos adultos, um bom exemplo a seguir, fiquei com pena de ter saído.

      Responder
  12. ANA

    Boa noite. Não tenho por habito deixar comentários às figuras públicas e peço desculpa por faze-lo aqui neste espaço não próprio para o assunto. Hoje estive a ver o Master Chef Junior e a atitude dos dois miúdos que enganaram o colega que estava a fazer a prova de eliminação foi um momento muito triste. Eu, no entanto, acho que a produção, ou júris, os cameraman, ou até a senha das limpezas devia ter lidado com essa situação mal foi identificada. Terem deixado a situação decorrer foi lamentável por parte dos adultos que têm responsabilidade por essas crianças. Acho que não vale tudo para ganhar e muito menos vale tudo quando entram crianças. Acho que faltou por parte da produção uma atitude, nem que fosse mandar calar os miudos e estarem proibidos de opinarem acerca do que se estava a passar na cozinha. Acho, na verdade, não falharam como produtores, júris… mas como adultos.

    Um bem haja. Continuação de uma vida feliz.

    Responder
  13. Guilhermina

    Adorei ver o programa gostei de todos os concorrentes o Pedro e’ um amor miúdo correcto meigo directo é bom cozinheiro
    Soube orientar os colegas e embora a doçaria não seja o seu forte fez alguma coisa
    Quanto ao Gonçalo não se preocupou com os colegas e teve um comportamento pouco simpático .
    Trata se de um jogo mas a correção e os valores demonstrados não são de boa índole
    Gostei dos fatos de todos os jurados mas os laços do Manel são de causar inveja (boa)
    Fico à espera do próximo domingo que vai ser mais um programa de nós colar ao ecran
    Beijinhos Manel

    Responder
  14. Melanie

    Boa noite!
    Vi o programa, e estou encantada. Sou professora de violino e sei como é dificil avaliar crianças em provas e concursos. Receava que estas crianças não reagissem bem ao insucesso, e simplesmente fantastica, foi a reacção do Francisco aos colegas que o enganaram na receita. Estou rendida, parabéns pela iniciativa! Acho que vou ter de aprender a cozinhar… beijinhos

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *