COMPOTA DE ABÓBORA

20131103-193144.jpg

1 kg. 500 gr. de abóbora-menina descascada, limpa de sementes e cortada em cubos
1 kg. de açúcar amarelo
1 vagem de baunilha aberta
3 pauzinhos de canela
1 copo de vinho do Porto
raspa de 1 laranja

Coloque num tacho os cubos de abóbora, os pauzinhos de canela, a vagem de baunilha e a raspa da laranja.
Junte o açúcar amarelo.
Regue com um bom copo de vinho do Porto.
Leve a lume brando e deixe cozinhar, suavemente, por algumas horas. De vez em quando, mexa o seu doce com uma colher de pau.
Deixe que o doce ganhe ponto e espesse.
Retire a vagem de baunilha e os paus de canela.
Guarde em frascos de vidro, hermeticamente fechados.

Esta compota é deliciosa assim, tal e qual. Para barrar torradas ou acompanhar requeijão.

32 comentários a “COMPOTA DE ABÓBORA

  1. Gilberta Estevão

    Manel Luis quero agradecer tudo o que me tem ensinado! Sou sua fã desde os tempos das suas doçuras na RTP onde aprendi a fazer os olhos. de sogra e as trufas de chocolate e nozes e são deliciosas. Todos os Natais estão presentes na minha mesa de Natal. Hoje estou a fazer a compota de abóbora que é muito boa. Obrigada pela pessoa que é e por tudo o que faz. Também parabéns pelo profissional que é e também para a Cristininha que também e muito boa em tudo o que faz. GI algarvia

    Responder
  2. Sílvia Sá

    Olá, Manuel!!!
    Não posso deixar de dizer que o acho o MÁXIMO, fiz esta sua receita é deliciosa, no entanto passadas algumas semanas ganhou bolor…. Será que fiz alguma coisa de errado?
    Muitos beijinhos e seja feliz.

    Responder
    1. Sofia

      Tem de esterilizar e pasteurizar os frascos!
      Para tal basta colocar o frasco num tacho com água a ferver durante 10 min. retirar com cuidado e colocar o frasco sobre um pano com a abertura voltada para baixo (parte da esterilização).
      Depois encher o frasco com o doce. E limpar a abertura do frasco com papel molhado em água fervida (para não ficar doce a tocar na tampa).
      Por fim colocar o frasco depois de fechado numa panela com água a ferver mas sem que a água tape o frasco completamente (pode aproveitar a panela anterior mas com menos água). Este processo vai criar o vácuo que os frascos normalmente têm (a pasteurização) fazendo com que ele se aguente por meses sem aparecer o bolor. :)

      Responder
  3. Teresa Saturnini

    Também por acaso aqui vim parar, fiz o doce de abóbora que aqui nos apresenta e … foi o melhor que já comi, não sei se da abóbora, da “cozinheira” que o fez ou da sua receita, a verdade é que já estou a fazer a 2ª rodada de doce porque a primeira “já era”(e mal passou um mês)
    A propósito parabéns pelo site , simples, prático e divertido

    Responder
  4. maria de lourdes clement

    Manuel Luís, apenas escrevo estas linhas para lhe desejar um ano fantástico, aliás uma longa vida cheia de felicidades. Acho um homem formidável , um Senhor! Bem Haja por ser uma lufada de ar fresco nos nossos televisores.

    Responder
  5. Fernanda Viana

    Olá Manel!
    (se é que me permite tratá-lo assim)
    Ontem, por acaso, dei com este, seu, lugar. Adorei. Andava à procura de uma receita de doce de abóbora para acompanhar o requeijão e, dei com o “Cabaré do Goucha”, com esta deliciosa receita, que segui à risca. Não é muito habitual em mim, mas esta achei que devia fazê-la segundo as instruções. Não me arrependi. Foi um sucesso. Sabor excelente. Uma aparência muito elegante. Grata por partilhá-la.
    Andei a bisbilhotar as suas receitas e, apesar de ser vegetariana, vou adaptar algumas que me parecem deliciosas. Se correr bem, digo.
    Um bom Natal e um excelente 2014, cheio de Alegria, Amor, Saúde, Paz e Luz.
    Bêjocas e aquele Abraço.
    Fernanda Viana

    Responder
  6. Maria da Piedade Braz de Almeida Gonçalves

    Piedade Gonçalves 16 de dezembro de 2013
    Andava a procurar um doce de abóbora para rechear as minhas azevias de Natal e encontrei este site do Goucha a quem admiro muito, só pode ser delicioso, vou experimentar, sendo do Goucha é ótimo de certeza.

    Responder
  7. Rita dos Santos

    Olá Manuel Luís.
    Adorei a receita, parece-me deliciosa, gostaria de saber para quantos frascos dá esta receita.
    Obrigada pela sua boa disposição de manhã no você na TV, que tanto me faz rir, são uma dupla imbatível.
    Beijinhos e aguardo a sua resposta.

    Responder
  8. Nina Eloy

    Adoro receitas simples,faceis e caseiras e sigo com atencao todas as do Gouxa…Obrigado! Tambem o admiro na tvi pela sua alegria tranquesa e abertura como encara a vida… Continuie assim !!!….

    Responder
  9. Jorge Martins

    Boa tarde Manuel Luís! Eu sou um admirador desde o criança quando me apresentava a doçaria no programa “Sebastião come tudo” e me deixava sempre curioso por saber mais e mais… Depois tive a sorte e a felicidade de dividir (se isso é possível com um verdadeiro “monstro” da comunicação) o ecrã numa rubrica de culinária do programa Praça de alegria, em 1995! E claro sou um seguidor deste blog (principalmente da rubrica sabores) onde continuo a aprender consigo! Ainda não consigo fazer compota de abobora com o mesmo aspeto da sua (que parece apetitosa) e mais um exemplo do seu talento! Mas hoje peço-lhe a indicação de uma receita de bolo de chocolate excepcional (de preferência com creme de manteiga) porque acho que ainda não provei um bolo de chocolate excecional… Bem, obrigado por ser que é e pelos ensinamentos transmitidos que eu tento absorver e aplicar da melhor maneira possível! Abraço, Jorge.

    Responder
  10. maria de fatima vitoria

    querido goucha todos os dias eu o vejo na tvi adoro te e adorei a compota de abobora es um grande HOMEM saude
    um grande beijo desta admiradora

    Maria de Fatima vitoria

    Responder
  11. LUISA PINA

    Boa tarde Manuel Luís, gostei da receita do doce de abóbora é mais ou menos como costumo fazer, também lhe ponho nozes e faço com açúcar mascavado.

    Responder
  12. Domicilia

    Olá Manuel! Bom dia!
    Vi a receita e parece-me muito bem, só que eu sou diabética, por isso, gostaria de saber se é possível fazer com frutose e qual a quantidade para 1,5kg de abobora.
    Desde ja muito obrigada.
    Continuaçao de um bom dia com toda essa boa disposiçao que nos contagia. Beijo.

    Responder
  13. Ana Paula Rego Silva

    Boa tarde Manuel Luis Goucha, permita-me que o trate assim.
    Vou experimentar a sua receita, que me parece facil e gostosa :)
    Um beijinho.
    Paula Rego

    Responder
  14. sandra torres

    ola goucha adorei a receita da compota de a abobora apessar de eu nao gostar de compotas mas tenho bastantes aboboras e a minha mae ja me anda a diser que quere faser a compota obrigada por ter poblicado a receita

    Responder
  15. Gertrudes da Luz Lopes Ferra

    Boa tarde Manuel Luís permita-me que lhe trate assim.Vou fazer a sua compota de abóbora.Cá em casa faço assim.Um dia ponho num alguidar cubos de abóbora,açucar, rodelas de laranja com casca,paus de canela e cravinho.No outro dia levo tudo ao lume.Quando estiver quase pronta ,retiro a canela e metade das rodelas de laranja .Passe um pouco com a varinha mágica deixando a maior parte .Gosto de sentir a abóbora e a laranja.Quando fizer ponte de estrada está pronta.Tenho a certeza que o Manuel Luís conheçe esta receita.É boa nas torradas ,com requeijao.Cumprimentos .Um resto de muito boa tarde.Gertrudes

    Responder
  16. Susana

    Por cá não usamos a laranja …

    Mas as nozes? amêndoa? Depois de pronta precisa de uns pedacinhos de nozes ou amêndoa ou ambas conforme a gulodisse de cada um ;)

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>