Bastidores de uma produção VIP

vip2

Há muito que a revista VIP queria fazer uma produção comigo. Confesso a minha relutância em dar entrevistas só porque sim, sem algo que julgue interessante para acrescentar ao que já disse em outras ocasiões. Temo que esta atitude seja, muitas vezes, confundida com petulância ou falsa modéstia, por isso há sempre um dia em que a recusa não faz mais sentido, é tudo uma questão de criteriosa gestão, ainda por cima quando o tema proposto para a conversa tinha a ver com os Natais da minha vida, passados, em grande parte, fora do país, que é essa a prenda que, em chegando a quadra, tenho por hábito dar a mim próprio.

Combinou-­se então o local para a produção que faz capa e em parte miolo da revista VIP desta semana. Luis Gamboa, seu diligente e amável director, propôs-me o Hotel Palácio de Seteais, como cenário, ao que anuí de imediato, que se há locais que particularmente me deslumbram em Sintra, aquele é um deles. Há uns anos o Hotel Palácio de Seteais serviu igualmente para uma outra produção comigo, nesse caso para a revista “Tabu”, do semanário “SOL”, e também eu o escolhi como ambiente para uma longa conversa televisiva com Ana Gomes, no âmbito da série “Mulheres da Minha Vida”. Entrar nesta unidade hoteleira, com vista para a serra encantada, é entrar, tal como o nome o indica, num palácio, este do século XVIII, construído a mando de um cônsul holandês no terreno, na altura, cedido pelo Marquês de Pombal. Em boa hora o espaço foi recuperado para o turismo e é um regalo perceber o cuidado e bom gosto postos na sua preservação, já para não falarmos da simpatia e delicadeza de quem nos atende.

Quando cheguei ao Hotel, já o Manuel Medeiro tinha a árvore de Natal quase montada. Depois foi só ajeitar um ou outro elemento decorativo do próprio salão nobre, já por si suficientemente feérico, para enriquecer ainda mais o ambiente criado para as primeiras fotografias. A roupa que uso, já se sabe, é sempre minha, mas o trabalho do Manel como produtor poderia ter também passado por aí, pela escolha do guarda-­roupa a utilizar e atendendo a que se tratava de uma produção natalina. Não me falta roupa de gala, dadas as noites de festa televisivas que nos últimos anos têm reclamado a minha função de apresentador.

Por isso, optei por um smoking, de casaco estampado em dourado e preto, com calça de veludo, todo ele de alfaiate, e feito a partir de um tecido que, há um, ano havia comprado na “Mood” em Nova Iorque e com o qual apresentei a primeira gala de «A tua cara não me é estranha Kids», em Março passado. Os sapatos de veludo a condizer, já com uns anos, são do Miguel Vieira, que muito aprecio e que justamente começou a impor­-se no mundo da moda como criador de sapatos.
Foi, aliás, nessa qualidade que pela primeira vez o entrevistei, ainda eu estava, e estaria, na condução do programa «Praça da Alegria».

Ali estava eu à mercê do José Manuel Marques, autor exigente e inspirado das fotografias. E assim foi durante umas duas horas, entre mudas de fatiota (usei um casaco de festa em vermelho estampado, de outras ocasiões mas agora reciclado através das lapelas em veludo e ainda um, acabadinho de estrear, em azul e preto) e cenário (uma sala mais aconchegante e até as escadas do hotel, já que ali tudo é fotogénico). Confesso-­me impaciente sempre que uma produção fotográfica me obriga a mudar de roupa e a largos minutos de pose. “Já chega!”­ é expressão que repito amiúde, se bem que tenha o maior respeito pelo trabalho dos outros, quando feito com talento. O resultado está à vista.

Já só faltava a conversa. Uma hora seria suficiente, pensei quando me sentei frente ao jornalista Humberto Simões, disposto a responder a tudo, do jeito que sei. Qual quê! Não tenho poder de síntese e gosto de falar, o que só dificulta o trabalho de quem depois terá de escolher e cortar, no momento de resumir em breves páginas (vá lá que até foram muitas) toda uma converseta que terminou já caía a noite. Por vezes as coisas não fazem sentido, fora do contexto, chegam até a tornar-­se ridículas, mas no caso, fora uma ou duas pequenas situações, tal julgo não ter acontecido dada a sensibilidade de quem perguntou e escreveu.

Falei de afectos e memórias de Natais passados.

E sim, falei da acção que interpus contra o Estado Português, no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem e que, a revista, como seria de esperar, resolveu puxar para título de capa. Fi­-lo há dois anos (já o havia dito em televisão por uma ou duas vezes) e na sequência de uma decisão em recurso lavrada por uma juíza que entendeu, entre outros considerandos igualmente preconceituosos, que posso ser humilhado pelo facto de ser “uma figura pública que usa casacos de cores apropriadas ao universo feminino” (?????). De tudo isso falarei, em pormenor, a seu tempo, já que o processo está a correr. Mas é importante que diga que o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem aceitou o caso. Repito: aceitou o caso, o que indicia que a razão está do meu lado.

O direito à resistência e à indignação assiste a qualquer um. E eu nunca me calarei perante o preconceito, venha ele de onde vier.

As fotos da produção, da autoria de José Manuel Marques:

Manuel Luis Goucha

Manuel Luis Goucha

Manuel Luis Goucha

Manuel Luis Goucha

Manuel Luis Goucha

Manuel Luis Goucha

Manuel Luis Goucha

Manuel Luis Goucha

Manuel Luis Goucha

Manuel Luis Goucha

As próximas fotografias foram tiradas pela Carina Oliveira, que me ajuda neste blogue, e revelam o ambiente dos bastidores. Aquele que não é suposto o leitor/espectador conhecer, mas que não deixa de ter a sua magia.

fotografia1fotografia2fotografia3fotografia5 fotografia4fotografia9 fotografia8 fotografia7 fotografia6fotografia10fotografia11fotografia12

 

56 comentários a “Bastidores de uma produção VIP

  1. André Almeida

    Ora viva,

    Embora não me considere um fã (pois acompanho muito pouco o day-time televisivo), respeito o seu profissionalismo como apresentador, a sua capacidade de se adaptar às novas tecnologias, modelos de comunicação e a novos modos de fazer televisão. Soube evoluir, soube ultrapassar o politicamente correto da era RTP e hoje acho que a sua opinião conta e não é só mais um que aparece na TV; ainda que nem sempre concorde consigo, o que, em democracia, é bom que possa acontecer!

    Mas, recentemente (últimos anos), considero que foi um exemplo e isso é para mim o mais importante!
    Expôs de forma muito equilibrada e corajosa a sua vida privada, num país ainda cinzento, com muita mesquinhez, invejas e cheio de moralistas, o que não deve de ter sido fácil. Para mais quando o seu target televisivo é tendencialmente conservador.
    Sei (por testemunhos que conheço) que ajudou jovens LGBT a acreditar que as coisas podem melhorar e isso merece um agradecimento, pois não tinha obrigação de o fazer e seria até, porventura, mais confortável não o fazer.

    A sua ‘luta’ para que em Portugal se cumpra o Artigo 13.º Princípio da igualdade da Constituição da República Portuguesa é de louvar. Espero que no TEDH se faça justiça. O preconceito, os estereótipos e a intolerância são contrários a um mundo melhor.

    Bem haja!
    Obrigado e cumprimentos,
    André

    Responder
  2. Carmo MC

    Boa tarde Manuel Luís,
    Estou muito triste com esta notícia, afinal em que país vivemos? onde estamos nós?
    Como podemos ter confiança nos nossos magistrados, quando eles têm que ser imparciais e têm este tipo de comentário? Isto não parece real, parece sim, uma brincadeira de muito mau gosto.
    Sou sua admiradora, acho o Manuel Luís um homem elegantíssimo, adoro a sua forma de vestir e de estar, é um profissional de excelência, um ser humano maravilhoso e isso sim, é o que mais importa.
    Obrigada pelos seus ensinamentos e pela sua boa disposição.
    Beijinho

    Responder
  3. Maria da Conceição Machado Rodrigues

    Bom dia Manuel Luis,
    Gosto muito de si e da Cristina Ferreira e vejo os seus programas muitas vezes, não tantas como a minha irmã que durante todo o dia só vê a TVI, às vezes tão alto que nem imagina!!!
    Vocês são pessoas extraordinárias e dispõem bem, são companhias muito agradáveis e leves mesmo quando tratam de assuntos delicados e pouco alegres, bem hajam.
    Gostei muito das suas fotografias natalícias; achei os seus fatos lindos, você pode usar tudo o que quiser por mais fora do comum que seja, mas isso só acontece porque é muito elegante e “suporta”tudo desde o desportivo ao mais exótico; continue, tem muito bom gosto e isso é o que conta… mas não se deixe engordar nunca porque ia perder essa graciosidade.
    Tudo bom para vocês e os maiores sucessos.
    Conceição

    Responder
  4. Paulo José

    Boas Manuel Luis,

    Faz muito bem em por em Tribunal essa Juiza, é uma estúpidez, gosto muito dos seus Casacos, brutais mesmo, uma vez pedi-lhe um quando já não o quisesse só que não me respondeu :( o de banda desenhada adorava ter quando já não quisesse claro

    Abraço

    Paulo José

    Responder
  5. claudia silva

    Boa noite Manuel Luís (trato-o assim por afinal entra na minha casa todos os dias).

    Confesso que acompanho mais o seu trabalho pela televisão do que pelo blog que descobri à pouco tempo mas acho-o como apresentador simplesmenete magnifico…nota-se muito empenho no seu trabalho mas também muito talento e carisma.

    Achei curioso numa das respostas dadas neste post falar de combater os seus medos. Ora, acho que será interessante perguntar a uma pessoa tão frontal, se não o atinge o medo, que me assiste a mim e que tento tanto combater, de por vezes, para não magoar quem se gosta, não responder “à letra” quando nos é dirigida uma provocação/ofensa? Como encara essa situação que acho que atinge toda e qualquer pessoa? Grata pela eventual resposta.

    De capricorniana para capricorniano, um abraço de admiração

    Responder
    1. Mlg

      Primeiro só me ofende quem eu conheça e por quem sinta algum afecto. Pouco importa a opinião de quem nunca vi e nem irei ver. Os possíveis medos de que falo não envolvem pessoas, têm mais a ver com desafios.
      Um beijo Claudia.

      Responder
    1. Maria Teresa Felgueiras Rodrigues

      Manuel Luís, parabéns! Só ontem fiquei a saber dos “dizeres” da juíza a seu propósito!!!! Sexista? mal “amanhada” sentimentalmente, estou escandalizada! Fez muito bem e mal seria se se calasse! Anuia!
      Por favor que deu às nossas juízas? Uma diz que “uns tabefes na esposa é normal”, agora criticam-lhe as roupas? No norte diz-se que usam entre-olhos (pala) nos olhos ou na MENTE. Quem pode recorrer a um tribunal com juízes deste calibre? Porque não fazem exame de civismo e moral?
      Manuel eu sou das que dou o corpo à bala nestes casos por isso a minha indignação é mútua e assino todo e qualquer documento contra pessoas desse calibre.
      Com amizade e sem DESISTIR.
      Grande amizade
      Teresa Felgueiras 936135732 Barcelos

      Responder
      1. Mlg

        Não me calo perante o preconceito. Para já o Tribunal Europeu dos direitos do Homem já se pronunciou. O Estado Português tem até 20 de Janeiro para responder. Um beijo e obrigado pelo seu contentario.

        Responder
  6. Lucia

    Boa noite Manuel Luís, lindas fotos, lindos comentários e é isso mesmo há que lutar por aquilo em
    que acreditamos a nossa liberdade, quanto às cores que usa cada um é livre de se vestir como quer, era o que faltava andar-mos vestidos ao gosto dos outros, adoro como se veste e as pessoas que dizem mal são as que têm inveja. Neste país faltam pessoas como o Senhor que lutam pelos direitos.
    Força Manuel Luís para a frente é que é o caminho, não baixe os braços.
    Adoro a sua maneira de ser, adoro o você na TV, o Manuel é um Homem com H grande.
    Um forte abraço.

    Obrigada por partilhar connosco estas coisas da vida ………………
    Lucia

    Responder
  7. Teresa Sousa

    Boa tarde Manuel Luís!
    Estive, dia 25 de Novembro, no Você na TV. Adorei estar convosco!
    Era um sonho conhece-lo e felizmente tive essa oportunidade.
    Obrigada por ser o ser humano que é.
    As fotos estão lindas, você é fabuloso.
    Obrigada pela SUA elegância!
    Teresa Sousa

    Responder
  8. Maria Emilia Cunha Lopes

    LINDOS os cenários, lindo o Manel,lindas as suas roupas,td lhe fica bem,tem estilo para usar qualquer cor,pq sabe combinar todas as peças,a inveja é k faz falar as pessoas k nem gosto teem para se vestir UM ABRAÇO MANEL E CONTINUE SEMPRE COMO É,UM GRANDE HOMEM

    Responder
  9. Stella Neves

    Um comentário muito rico, na forma e no conteúdo. Diz-se Portugal um país livre……! Onde há lugar ao preconceito, critica destrutiva, faltas de respeito pelo próximo e muito mais, significa que enquanto não houver a noção de que a nossa liberdade acaba onde começa a interferir com a liberdade do outro que está à nossa frente, está muito por conseguir. Ainda falta muito para sermos um país de direitos, liberdades e garantias, nunca esquecendo os deveres e o respeito pelo próximo. Quando os elementos que garantem tudo isto falham, o que se pode esperar dos menos bem formados. Só palavras , não chegam. ….!

    Responder
  10. Vânia

    Como o admiro, como gostava de ter a sua coragem para enfrentar tudo e todos.
    Difícil é lutar contra mim, contra os meus medos , os meios receios. Por vezes dou por mim a pensar “coragem Vânia, medo do quê, de quem?”, pois é um facto não tenho respostas, e eu hoje dou dois passos em frente, amanha dois atrás… mas vou continuar, ninguém disse que viver é fácil.
    Obrigada por ser quem é, obrigada por ser como é….Admiro a si, ao seu trabalho e à sua maneira de estar neste mundo, bem haja Manuel Luís.

    Responder
    1. MLG

      Mas foi por aí que eu comecei Vânia, por combater os meus medos. E ainda terei hoje medos por combater. Mas esse é, para mim, o desafio da vida.
      Um beijo

      Responder
  11. Filomena Jorge

    Parabéns Manuel por ser quem é!
    Não é a maneira de se vestir ou a sua orientação sexual de cada um que faz o que ele é mas sim a sua maneira de estar na vida ou de “passar” pela vida dos outros, a sua integridade, por isso, para mim vocé uma HOMEM, ao contrário de quem tem a pretensão (sim porque passa disso pois jamais o conseguirão) de o achincalhar. Esses sim são “gentinha”.

    Responder
  12. Dália Santos

    Boa noite Sr.Manuel adorei o que fez à juíza ,já é tempo desses senhores(as)saberem ficar nos seus lugares,respeitarem os cidadões comuns,só desejo que ganhe a causa por que merece,beijinho,uma sua fã.
    Dália,que se faça justiça

    Responder
  13. Fatima Pereira

    Boa noite Manuel Luís!
    Admiro-o por tudo, pelo excelente profissional que é, todas as manhãs me faz companhia, pela sua ( e da Cristina claro) alegria contagiante, aue às vezes dou por mim a rir…a rir…
    As suas roupas? O máximo, de extremo bom gosto!!! As fotos ficaram lindíssimas :)
    Parabéns pela pessoa que é, um verdadeiro Senhor!

    Responder
  14. Ana da Cunha

    Parabéns, belas fotos.
    Vivemos pelo que eu sei num país livre, mas cinzento,e a dita Dra. Vive também em cinzento,
    O que ela tem é inveja de não ter cor!!!!

    Responder
  15. Herminia espada

    Gost0 mt de si como pessoa e também, como profissional e destas fotos, estão lindas tem classe e,tudo k você veste lhe fica bem é uma produção mt boa, e a, escolha do, cenário, foi óptima! Tem tudo a,ver consigo, ,,,,,e a minha opinião sobre as palavras que a juíza lhe disse, foram incorrectas, e descriminatorias e,o Manuel, Luís, tem o direito de reclamar os seus, direitos, assim como todos nós temos, !ara terminar a minha opinião sobre este assunto, ,,continue a ser como é, frontal, alegre, 5 bem disposto e dar nos todos os dias, programas, lindos, ,k nos fazem pensar rir chorar, mas k eu tanto gosto, ,,e milhares de, portugueses, bj para a Cristina, ela é linda, para, si 1 grande abraço e grande, bj da admiradora ,herminia, ,,

    Responder
  16. antónio da costa

    Parabéns. Tudo o que faz é sempre com arte e bem. Sou seu admirador, gosto de todos os programas que intervém, sempre com uma grande atitude. As minhas manhãs são passadas defronte da TVI a ver o seu programa com a Cristina. Estou totalmente de acordo, que ninguém tem o direito de julgar as pessoas pelo seu aspecto. Aguardo que seja reposta a justiça. Continue sempre como até aqui. Feliz Natal, boa viagem e que tudo lhe aconteça de bem a si e a todos que ama. Um abraço. António da Costa.

    Responder
  17. Ruben Neves

    Boa Noite Exmo. Manuel Luís Goucha,

    Parece coincidência, mas faz neste preciso momento 3 horas que publiquei no meu mural do Facebook, uma foto da capa da revista VIP, onde acrescentei a seguinte legenda, de minha autoria:

    “A propósito desta manchete, apoio a 1000% o grande Manuel Luís Goucha! Chega de atitudes homofóbicas e discriminatórias! Se me permitem a expressão – “em que merd# de sociedade é que vivemos?!”, pessoas ligadas à justiça a fazerem julgamentos homofóbicos deste género?!
    Eu também uso roupa colorida, e qual é o problema?! Isso já quer dizer que tenho uma sexualidade duvidosa?! Por amor de Deus! Se este caso ocorresse comigo, iria até ás últimas instâncias e consequências! Situações como estas não podem passar em branco!”

    Deixo aqui a minha modesta opinião, pois sigo a par e passo a sua carreira que tanto admiro e estimo! O MLG será sempre uma referência para mim, pois qualquer dia quero ter a “sorte” de trabalhar no mundo da televisão. Se me permite o desabafo…. Não me canso de “beber” a sua sabedoria, elegância, personalidade e profissionalismo.

    Um abraço,

    Rúben Neves

    Responder
    1. MLG

      Uma justiça preconceituosa não aceito. Ainda por cima paga com os nossos impostos. Espero que consiga trabalhar um dia em televisão, será sinal que conseguiu o sonho.

      Responder
  18. Berta Veiga

    Vou dizer-lhe uma coisa ,não desvalorizando o titulo que colocaram na revista VIP e a sua razão perante uma juíza que deve ser do tempo da inquisição,podiam e com fotos tão lindas e tão natalícias ter utilizado uma delas como capa e tornar a VIP natalícia(como pede a quadra ) mas não….o que interessa é vender e causar polémica.Enfim….uma pena!Mas as fotos ficaram lindas,maravilhosas e lembra-me bem de um dos casacos.Adorei a sessão fotográfica .O mesmo não posso dizer da capa e do titulo.

    Responder
      1. Berta Veiga

        é tão bom ter uma resposta sua ao um comentário meu :) .Oh,o meu sorriso :) :) já ganhei o dia <3 .Vou ver a revista então e lê-la .As fotos ficaram magnificas.Beijo grande com todo o carinho que merece e que que eu sinto por si.

        Responder
  19. Fernanda Calçada

    Gostei de quase tudo…rsrsrs das fatiotas e cenários nada a registar, dos acessórios neste caso óculos, os primeiros não achei que lhe ficassem tão bem como os que usou nas seguintes… Mas estava super 😉 amei o texto. Felicidades
    Abracinho :)

    Responder
  20. Sofia Dias

    Adorei a produção. O sítio é o mais possível adequado ao Manel. As roupas nem vou falar porque amo de paixão, alias o meu filho Gonçalo já foi agraciado com um Versace e um Dolce Gabanna, pelos quais lhe está eternamente grato. Ficou muito boa toda a produção. Um beijo muito grande Sofia

    Responder
  21. Lena

    Parabéns Manuel Luís!
    A entrevista deve estar o máximo assim como a produção fotográfica. Escrevia eu um elogio ao seu bom gosto e elegância no seu post do facebook e mal sabia eu que uma juíza tinha “achado” (digamos assim cof cof) o contrário. Colorido? feminino? Enfim, uma pessoa que exprime 1 frase como essa, seja juíza ou empregada de limpeza ou caixa ou doutora, é alguém que tem o tico e o teco desligados. Atualmente já não há cores masculinas nem femininas. Homens usam rosa, mulheres usam azul, e por aí fora. Estampados? Todos usamos.
    Todos temos o nosso estilo. O Goucha tem um estilo próprio e a meu ver tudo lhe cai bem, gostando-se ou não da cor ou do estampado etc… Por exemplo: adorei o casaco estampado florido em tons vermelhos (corrija-me se errei na descrição) e fica-lhe lindamente. Não é qualquer homem que veste isso não por ser gay, hetero, preto, branco ou amarelo, mas por lhe assentar bem e gostar de usar cores e estampados. O meu pai usa rosa, roxo, estampados dependendo do que lhe assenta bem, combina com a pele, etc…enfim, o Tribunal aceitou e vai fartar-se de rir com a toga preconceituosa da sra.
    Entretanto, Manuel Luís, continue a fazer o excelente trabalho todas as manhãs e aproveite as folgas e as férias cheias de cor, pois a vida é para ser um arco-íris :)

    Cumprimentos
    Helena Teixeira

    Responder
  22. Gertrudes da Luz

    Boa noite Manuel Luís. Bonitas imagens. Mais bonitas ainda as fatiotas. Casacos maravilhosos. Fez muito bem levar ao tribunal europeu dos direitos do homem o seu caso .E uma vergonha o que se passou. Parabéns pela sua sensibilidade, bondade ,personalidade e carater. Gosto muito de si .Vejo-o todos os dias. Festas Felizes. Um grande abraço. Gertrudes

    Responder
  23. Paula Rufino

    Boa Noite
    Manuel que fotos lindas, adorei o Manel é muito elegante, faça valer os seus direitos, todos somos livres, seija qual for a nossa escolha.
    Eu estive um ano em casa doente, as minhas manhãs eram passadas na vossa companhia, Vocês são um espectaculo, fizeram me rir muita vez, hoje pensei que fosse matar saudades mas não, não havia programa da manhã.
    Mas já vi os momentos do mês passado. Lindo E o Manuel com os seus fatos novos.
    Um beijo grande desta sua admiradora e para a Cristina Também.
    Paula

    Responder
    1. Delia

      Boa noite,
      Obrigada Sr Manuel, o Sr é um dos poucos homens que merecem ser chamados de homem com H grande.
      Obrigada pela lição que dá a todas as pessoas que julgam ser mais que as outras.
      Obrigada beijinhos

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *