“Acabou-se o que era doce!”

foto1
E assim se finou esta aventura que, para si, começou há três meses, na praça maior da cidade de Lisboa.

Desta vez, o episódio fez-se em duas etapas (oito horas de gravação), a primeira das quais pretendia das três concorrentes finalistas, apurar duas, para se defrontarem num último duelo, pela conquista dos dois primeiros prémios da competição: um curso de um mês e outro de um ano para aquisição do grande diploma, ambos tirados naquela que é a maior escola de alta cozinha do Mundo, a “Cordon-Bleu”, neste caso de Madrid (na mesma escola, mas na de Londres, tirou Miguel Rocha Vieira o seu curso).

O ambiente criado não podia ser mais emotivo, deu para perceber pelos beijos e abraços que ex-concorrentes e, particularmente, os familiares das finalistas receberam. Há três meses longe dos seus, era previsível que a emoção tomasse conta da cena e a todos arrebatasse.

foto2

foto3

foto4

foto5

foto6

foto7

A prova não correu de forma excelente a qualquer uma das concorrentes, o que, convenhamos, nos irritou um pouco, dado que estávamos no último dos programas, quando o grau de exigência tem de ser muito elevado, e dado o percurso de cada uma delas. Terá sido a pressão de se saberem tão próximas da vitória final, que prejudicou o respectivo desempenho?
foto8

Certo é que foi a Leonor a ficar em terceiro lugar, honrosíssimo destaque para quem mostrou desde o primeiro programa que tem paixão pela cozinha e que gosta de arriscar. A sua cozinha tem alma e mundo. O mundo que desbrava em viagens, leituras e pesquisas várias. A sua cozinha resulta do desafio, da observação e da experimentação. Moderna, de bom gosto, simpática, estimulante, assim se apresentou esta concorrente aos olhos de quem procurou sempre avaliar com justeza. Tenho a certeza que vai tirar o melhor dos partidos da sua inspirada prestação no MasterChef. E eu que fiquei mais rico por a ter conhecido.
foto9

Sónia e Rita

Curioso vê-las ali, na derradeira disputa pelo título de MasterChef, sabendo-as amigas desde o primeiro dia. Partilharam quarto, emoções, choros, risos… sonhos. Por isso, foi bonito ver que a entreajuda esteve presente numa prova a três tempos, intensa e apaixonante. Quando, a esta distância, penso nestas duas concorrentes lembro dois percursos consistentes, marcados pelo talento e empenho culinários, por isso merecedores de toda a celebração.

Foi a Rita a ganhar, com toda a justeza, por nos ter apresentado, entre três receitas exigidas, a melhor entrada e o melhor prato, a nível de inspiração, confecção, sabor e empratamento. Mas imaginemos uma situação de empate, entre as duas finalistas, que exigisse uma decisão final através da última das receitas, a sobremesa. Seria a Sónia a ganhar, dado o seu surpreendente “fondant” de três queijos. Bem que torci o nariz quando percebi que o bolo iria ser feito com queijo da Serra, parmesão e mascarpone, para acabar por “dar o braço a torcer”, perante a inesperada subtileza de sabores.

foto10

É uma das vencedoras do MasterChef, por mérito próprio. O facto de ter sido diabolizada, nas redes sociais, espantou-me por ser isso prova de que muitas pessoas se envolveram com o programa de forma emocional, não fazendo destrinça entre este género de competição e um “reality-show”. Fomos “acusados” de não penalizarmos, com a expulsão, as “vis” atitudes da concorrente, como se estivéssemos ali para avaliar carácteres e não receitas. A Sónia cedo se revelou uma concorrente de respeito, pelo que fez na cozinha do MasterChef. Foram muitas as receitas que nos agradaram e só isso conta na nossa apreciação. O mais não me atrevo a avaliar. Não julgo, levianamente, quem quer que seja e muito menos por um programa de televisão onde um riso, um esgar, um trejeito, até um sussurro, ganham dimensões inesperadas. Costumo dividir as pessoas em interessantes ou maçadoras. Pelo que me foi dado apreciar, tenho-a na primeira categoria e por isso não duvido que a sua garra e determinação a vão levar longe.

foto11

É a MasterChef Portugal 2014.

Coroa-se assim uma prestação notável de esforço, criatividade e saber. A sua presença fez-se notar pelo altruísmo (patente em momentos como o da última prova desta noite, quando procura socorrer a Sónia) tranquilidade, sensibilidade e bom gosto. Foram muitos os motivos que nos deu para desenfreadas gabações, desde uma caldeirada com sabor a mar a um suculento bolo de chocolate perfumado de pimenta rosa. A delicadeza de empratamento, factor muito estimado pelos jurados, esteve presente em muitas ocasiões, elevando o seu labor a um patamar de considerável categoria. Daqui para a frente nada será igual na sua vida. Esperam-na nove meses de duros desafios ao nível da formação, numa das mais exigentes escolas de cozinha do Mundo. Mas haverá um outro mundo de oportunidades que se abre e que saberá agarrar, como quem corre atrás dos sonhos.
foto12

foto13

foto14Parabéns Rita. Brindamos ao seu sucesso!

foto15

Orgulho, foi o que senti por ter feito parte deste projecto televisivo. E lembro-me de o ter dito na primeira croniqueta. As dúvidas que pudesse ter acerca da minha participação no programa, dissiparam-se, no primeiro dia, aquando da gravação do “mega-casting“ no Terreiro do Paço, perante a dimensão e excelência de toda uma equipa, que logo ali se fez notar, a todos os níveis (conteúdos, produção, realização, edição…).

foto16Obrigado Rui Ávila e Raquel Nunes (e, nestes profissionais, celebro cada um dos elementos de toda uma equipa).

Foram três meses de um trabalho diário de muitas horas, vibrante, apaixonado e avassalador. Um trabalho minucioso no preparo e encadeamento das provas, seguindo regras há muito que codificadas por outros que criaram o conceito repetido com sucesso em dezenas de países.

Não vi nenhum outro MasterChef, nem precisei de o fazer para saber que o nosso foi de grande qualidade, fazendo uso de meios pouco habituais no universo televisivo português. Por isso, não dou importância alguma a quantos procuraram compará-lo com os da estranja, menorizando-o. Aliás, sabe-se como somos exímios a dizer mal do que fazemos e confesso o meu pouco apreço pelos habituais “treinadores de bancada”.

foto17Orgulho sinto por ter partilhado esta aventura com dois grandes chefs, de gerações diferentes, que honram, com rigor e mestria, a arte de cozinhar e todo um património de saberes e sabores. Obrigado Rui Paula e Miguel Rocha Vieira.

foto18Orgulho, será certamente o que sentirei quando novamente for chamado à liça. É que se o MasterChef é agora coisa passada, sei que o reencontrarei no futuro, onde passarei o resto da minha vida.

foto19

38 comentários a ““Acabou-se o que era doce!”

  1. Alexandra Pereira

    Manuel Luís,
    Tenho grande apreço pela pessoa que é, adorava fazer parte da sua vida como amiga, mas bem sei que tal não é possível. Resta-me acompanhá-lo virtualmente e na tv. Adoro tudo aquilo que faz e a sua dedicação perante qualquer desafio que lhe seja proposto. É um Homem de garra, e sim com “H” (maiúsculo) como merece ser tratado, como um Senhor.
    Eu sigo há já algum tempo o MasterChef Australia, que adoro e tive “medo” que o nosso não fosse tão bom. Enganei-me, adorei, não perdi um. Apostei logo na Margarida e na Rita como minhas favoritas, o Manuel até me fez chorar na despedida da Margarida, de facto uma linda Senhora.
    Fico então à espera de si, do Chef Rui Paula e do Chef Miguel Rocha Vieira para uma próxima temporada do MasterChef. Cá em casa estamos todos adictos ao programa. Formaram uma equipa de excelência.
    Eu sempre percebi que adoro cozinhar mas com vocês percebi que amo esta arte. Convosco aprendi mais, idéias, truques, dicas…
    Cá vos espero então, já cheia de saudades.
    Um abraço apertado
    Xana

    Responder
  2. Ludgero

    Fiquei Feliz por ter a Rita a Ganhar por que a Sonia foi a concorrente que para mim era a mas falsa debaixo daquela aparência tinha muito de falso um outro que também não gostei e nunca será um bom chefe e o Luís PORTUGAL E MUITO AROGANTE E SO ELE E QUE SABE ISSO NÃO JOGA A FAVOR DE NENHUMA PESSOA QUE TENHA ESSE CARATER mas foi um bom programa comprimentos por esta iniciativa

    Responder
  3. graça fernandes

    ola sr. Manuel Luís Goucha é a primeira vez que estou a comentar a sua participação em grandes programas da TV, começo com o Masterchef que adorei, também gostei muito de o ver nas suas entrevistas com os homens e mulheres da sua vida, adorei ver a entrevista com a sra sua mãe, foram entrevistas com muita categoria, gostava de voltar a ver o sr. Manuel Luís nesse registo que desempenha como um grande sr. que é, se me permite até gosto mais de o ver nestes programas a “solo” ou seja sem a dupla Cristina Ferreira e M.L.G.
    o sr. Manuel Luís tem categoria tem charme tem cultura
    tem luz própria, brilha por si, obrigada por me dar momentos tão agradáveis.

    Responder
  4. Linda

    Se existem programas que gosto de ver é o Masterchef, e foi uma surpresa muito positiva ver o Masterchef Portugal que em nada fica a dever aos outros. Nós portugueses, quando queremos fazemos tudo muito bem, não podemos é ligar aos que querem denegrir essa qualidade. No entanto, também pecamos pela inércia que muitos de nós temos e que passamos a vida apenas a reclamar e nada fazemos para mudar…

    Um bem haja pelas suas atitudes e que este Masterchef seja o início de muitos outros e por, por favor TERMINEM COM OS REALITY SHOWS que nada contribuem para os nossos neurónios…

    Responder
  5. Cristina

    Manuel, mgostei tanto mas tanto, que a unica coisa que quero perguntar é, para quando o proximo programa ?

    De todos nao foi a minha preferida, o meu preferido era o Filipe, que esse levou o premio dos premios… Mas tanto o 1 como o 2 lugar foram bem entregues !

    Parabens !

    Responder
  6. Fátima Medeiros

    Boa Tarde Sr. Manuel Luís Goucha,

    MasterChef Portugal, foi sem dúvida um programa de excelência, que acompanhei desde o início e que vai fazer-me falta aos sábados à noite.
    Fiquei super feliz com as vencedoras que eram as minhas preferidas.
    Parabéns a todos os participantes.
    Para si um grande abraço. Você é uma pessoa que admiro.

    Fátima

    Responder
  7. alvaro pontes

    somos os pais da sonia naturalmente acompanhamos tudo imparcialidade é uma atitude por isso o manuel é um SENHOR e a sónia uma SENHORA obrigado por serem “MASTERS” DE ATITUDE

    Responder
    1. MLG

      Só podíamos ser ou, pelo menos, tentar ser imparciais. O que avaliámos foram receitas. A Sónia fez óptimas receitas. O resto é conversa. Um abraço.

      Responder
  8. Natércia

    Que orgulho para nós Portugueses ter tido a oportunidade de assistir sábado a sábado a um programa maravilhosamente realizado, com um júri exemplar, concorrentes que nos conseguem comover com tanto amor que demonstram pela comida e a uma produção fenomenal!
    Parabéns ao senhor Manuel Luís Goucha por ter o “dom da palavra”, que a mim me fazia comover com suas palavras doces e sábias sempre que um concorrente abandonava a competição.
    Obrigado senhor Manuel, quando for grande quero ser como você! Bem haja :)
    Abraço do tamanho do oceano, Natércia Santos dos Açores.

    Responder
  9. Petronila Duarte Pinto

    Boa Tarde Srº Manuel Luis Goucha. adorei o seu programa fazia parte de uma noite de sábado bastante agradável. Fiquei contente por ser a Rita a vencedora apesar de não ser a minha preferida. Continuo a afirmar que devemos dar oportunidades aos mais novos e desempregados. Fiquei triste de a Leonor não ficar em segundo uma jovem de 22 anos que merecia mais. obrigada e muito sucesso

    Responder
  10. Gertrudes da Luz Ferra

    Bom dia Manuel Luís.Vou ser muito breve,pois muita coisa já foi dita.Obrigada á TVI pelo bom programa MasterChef,e a todos os culaboradores que fizeram deste porgrama um exito.Ao Manuel Luís muitíssimo obrigada pela sua educaçao,bom gosto,compreençao etc etc.É do fundo do coraçao que lhe desejo muita saude e muita sorte na sua carreira profissional e na sua vida pessoal.Obrigada por todos os dias me dar um pouco de felicidade,atravês do pequeno ecran.Hoje nao lhe dou um abraço ,mas muitos beijinhos.Obrigada.Gertrudes

    Responder
  11. ELisabete

    Manuel Luís Goucha, mais uma vez superou todas as minhas expectativas ! Adorei vê lo neste programa e espero torná-lo a vê lo em breve …
    A Rita ao meu ver foi a justa vencedor mas aqui deixo os meus parabéns a Sônia que fez também um excelente percurso .
    Parabéns pelo programa. Adorei pelo seu conteúdo e pelo gosto que me transmitiu pela cozinha :) .
    Aproveito para lhe dar os meus parabéns pelo seu blog que consulto imensas vezes por ser uma grande fã sua. É um Senhor com S grande sem dúvida que sonho conhecer. Talvez um dia os nossos caminhos se cruzem. Continue a ser sempre o mesmo igual a si próprio . Um beijo .
    ELisabete

    Responder
  12. Cristiana

    Eu sempre assisti a outros masterchef e posso dizer que se no americano é bastante explorado as “tricas” entre concorrentes, o que nada aprecio, o australiano é de louvar e de deliciar. Mas para minha surpresa que afirmo que a versão portuguesa não ficou atrás da australiana, focou-se no que realmente importava, os cozinheiros e os cozinhados. Só lamento que não tenham colocado as masterclasses nos programas, pois nós cá em casa também aprendemos com isso. Fico a aguardar que estejam no próximo masterchef português 😉

    Responder
  13. Ernestina santos

    Olá Manuel Luís, a vencedora foi bem escolhida. Desde sempre mostrou ter um carinho a fazer tudo que lhe era proposto e uma calma em executar os desafios. Amei velo nesta faceta, esteve à altura dos chefes, com muito sentimento. Bem haja e venham mais. Bjns

    Responder
  14. dorinda rocha

    olá manuel luis goucha adorei o masterchef muito bem conceguido bem organisado ……ost tres jurádos estão de parabens mas o goucha era sempre o que falava mais , e mt bem , aprendi bastantes dicas para a minha cosinha …. por favor fassam o segunda masterchef … fico com saudades …bju

    Responder
  15. sonia

    Obrigada Manuel Luis Goucha, foi sempre sendo fiel a mim mesma que fiz prova atraz de prova…..tenho pena que as pessoas me julguem por um “boneco” que a TV fez de mim….mas a vida lá fora, vai se encarregar de mostrar o quanto estão erradas.Estou tranquila em relaçao a isso. A minha vida vai passar sem duvida nenhuma pela cozinha…adoro ingredientes…adoro cozinhar…adoro surpreender as pessoas com a minha comida…foi sem dúvida nenhuma, a maior aventura da minha vida!!!! Obrigada por tudo….do fundo do coraçao!!!!

    Responder
    1. MLG

      A Sonia é das pessoas que marca este MasterChef pela garra e determinação, independentemente dos muitos bons pratos que fez. O talento culinário foi o que avaliámos e por isso foi uma merecida finalista. O futuro é seu e começa agora . Um beijo grande.

      Responder
    2. Maria da Cruz Landô

      Olá Sonia, e Parabéns…
      Parabéns a si, à Rita, claro, e a todos quantos fizeram parte deste excelente programa de televisão vs culinária. Quanto à imagem que pensa terem de si, não se preocupe, foi uma excelente concorrente e é sem duvida uma cozinheira de exceção. E isso por ventura, incomodará muitos daqueles que queriam chegar onde chegou e ficaram pelo caminho…
      Seja feliz ao lado dos seus filhos.

      Responder
  16. Anabela

    Adorei, estão todos de parabéns, desde os concorrentes, organizadores, chefes, convidados…acabou, tenho pena porque não perdia um e vou sentir saudades! Parabéns á Rita, uma justa vencedora.

    Responder
  17. MARIA SEIXO

    Olá Sr. Manuel sei que não gosta que lhe chamem de Sr., mas realmente é mesmo um senhor adorei ver este programa assim como todos os que faz. Foi um grande Sr. na maneira como sempre lidou com os concorrentes sempre o adorei na maneira como fala com as pessoas, é um Sr. e sempre o será para mim obrigado

    Responder
  18. sandrine

    Confesso que torci o nariz quando soube que seria jurado no MAsterchef, sobretudo por achar que era muito Manuel Luís ao mesmo tempo na televisão, mas nunca duvidei da sua capacidade para desempenhar o papel que lhe era pedido, papel esse que desempenhou na perfeição. Tendo já assistido a imensos mastechefs estrangeiros, tenho-lhe a dizer que foi fantástico, um senhor mesmo, com uma postura fenomenal, sempre com uma palavra de apoio para os concorrentes, do melhor. Caso haja mais alguma edição espero sinceramente que continue a ser o anfitrião, pois o papel assenta-lhe que nem uma luva, sabe conciliar a sua paixão pela cozinha com o seu dom de comunicador. Parabéns pelo programa.

    Responder
    1. MLG

      Obrigado Sandrine pelas suas palavras. Haverá mais MasterChef mas só no inicio do próximo ano e claro que lá estarei com todo o gosto. Um beijo

      Responder
      1. Maria da Cruz Landô

        Parabéns Manuel L Goucha e a toda a equipa do programa MasterChef!!!
        Grande programa, grande produção e grandes concorrentes.
        Embora tenha o programa terminado este sábado, lamento dizer-vos, que com muita pena minha, e achando que foi o unico “erro” da produção, ou de alguem que não soube manter a boca fechada, que não foi surpresa para mim que a vencedora hoje seria a Rita, não que ela não tenha sido uma justa e merecida vencedora, apenas porque tirou o factor surpresa à coisa. Isto porque desde o dia 26 de Maio que apareceram pedidos para fazerem “gosto” na página do facebook de ” Rita MesterChef”. ora isto só podia ter uma leitura, ela tinha sido eleita a MasterChef do programa. Este é o unico lapso que eu lamento que vocês tenham deixado que acontecesse, tirou-nos o factor surpresa!
        Mais uma vez parabéns, e voltem logo…

        Responder
  19. Diana Castro

    Ola manuel enganou-se quando colocou uma foto da rita e da sonia e escreveu sonia e leonor. Os meus parabens aos chefes, participantes e produção.

    Responder
  20. Pedro Gois

    Desde o primeiro momento, sempre repleto de emoção de desafios empolgantes, carregados de adrenalina, pois de facto trava-se de uma competição fantástica. Este programa posso dizer que foi como “a cereja no topo do bolo”.
    Gostaria de destacar dois pontos:
    1) A parte mais emocionante do programa, a saída da GRANDE MARGARIDA, sem sombra de dúvida o momento que nos deixou completamente lavados em lágrimas, pelo menos cá em casa, não só por conhecermos pessoalmente a Margarida, como por estarmos a torcer por uma pessoa do nosso Algarve.
    2) A ajuda e o apoio que a Rita deu à Sónia na Grande Final. De facto esta atitude foi “de se lhe tirar o chapéu”, como se diz na gíria desportiva foi muito “fair-Play”. A Rita deu assim uma grande lição para a sociedade em geral que cada vez está mais egocêntrica e vazia de princípios. Parabéns à vencedora.

    Espero que o programa volte.

    Parabéns também pela apresentação Manuel Luis.

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *